O Centro de Artes e Letras foi concebido na estrutura antiga da UFSM com a criação da Faculdade de Belas Artes, ocorrida em janeiro de 1963. O primeiro curso foi o de Música, em torno do qual logo surgiram o Coral, a Escolinha de Artes (ambos em 1964) e a Orquestra de Câmara da Faculdade (1965). Na mesma época foi implantado o Curso de Desenho e Plástica (março 1964).

Pouco depois, em 1965, surgiu o Curso de Letras que, nesse primeiro momento, funcionou no âmbito da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. No final da década, em 1969, abriu-se o ramo do Desenho Industrial, inicialmente como habilitação em Artes Gráficas do Curso de Desenho e Plástica. Somente mais tarde tornou-se curso independente, primeiro na forma de Comunicação Visual (1980) e, por fim, como Desenho Industrial (1987).
Artes Cênicas teve trajetória semelhante. No início (1974), disciplinas de Cênicas apareceram na grade de Educação Artística, licenciatura curta. Como decorrência do processo, em 1978, começou a funcionar o Curso de Artes Cênicas, licenciatura plena.

Com a reestruturação administrativa ocorrida em 1978 na UFSM, Letras foi incorporado ao rol dos cursos existentes na Faculdade de Belas Artes que, então, passou a se chamar Centro de Artes e Letras.
Atualmente, a pioneira área de Música oferece bacharelado com opções em canto, instrumento e composição, além de licenciatura – a esse leque soma-se o curso de Música e Tecnologia. Quanto à modalidade que começou como Desenho e Plástica, houve ampliação da oferta para bacharelado e licenciatura sob a designação geral de Artes Visuais. Sua abrangência estende-se ao Curso de Desenho Industrial – que até então ofertava habilitação em Programação Visual e Projeto de Produtos, hoje as duas opções já se mesclaram. A área de artes abriga, ainda, um programa de pós-graduação stricto sensu com nível de mestrado (PPGART) e outro latu sensu (Especialização em Designer para Estamparia).

A área de Letras está composta por três licenciaturas plenas: Português, Inglês e Espanhol e, desde 2009, acrescentou à sua estrutura o Curso de Português/Literaturas na modalidade bacharelado. Além disso, oferece um Programa de Pós-Graduação consolidado com os níveis de mestrado e doutorado.

Nas Artes Cênicas também há diversidade de ofertas. Afirmada como bacharelado, nas opções Interpretação e Direção Teatral, a área ampliou seu circuito de formação desde 2009, quando foi implantada a Licenciatura em Teatro. E, em 2012, iniciou a oferta do curso de Dança – Bacharelado, atendendo demanda há muito solicitada.

O CAL, atualmente, oferece dois cursos na modalidade não presencial (Letras/Espanhol e Letras/Português) pela Universidade Aberta do Brasil. Essas ofertas integram mais de dez polos sediados em diversas regiões do Estado. Possui ainda uma pós-graduação a distância em Tecnologias da Informação Aplicadas a Educação.

A comunidade do Centro de Artes e Letras, nesses termos, confirma sua marca histórica de expansão e inserção na comunidade acadêmica e no contexto geral da sociedade. Hoje, somos aproximadamente cem professores, mil alunos e quarenta auxiliares técnicos. Oferecemos cursos de graduação e pós-graduação que estão organizados em torno de cinco áreas de conhecimento: Música, Artes Visuais, Desenho Industrial, Letras e Artes da Cena. Nossa estrutura administrativa e acadêmica ocupa, no campus principal da UFSM,os prédios 40 (na totalidade e mais respectivo anexo), 40B (a Escola de Música) e 16 (cuja parte destinada ao CAL se consubstancia na área das Letras). Contamos com um teatro (Caixa Preta, instalado em frente ao prédio 40) e uma Sala de Exposição (Claudio Carriconde, localizada no Hall do Prédio 40).

Escolher um curso é uma decisão importante e o mesmo vale para a escolha da instituição onde pretendemos fazer nossa formação. O CAL quer, cada vez mais, mostrar-se aparelhado de recursos humanos e materiais para enfrentar e acompanhar as crescentes inovações que desafiam o pensamento e a técnica nos dias de hoje.