This album doesn't contain any items

A separação dos resíduos na UFSM considera três classes:

Separação CONTEINERES

Uma das maiores dificuldades para realizar a separação é classificar os resíduos. Quem são os resíduos recicláveis? São papéis, metais, vidros e plásticos. Parece fácil, mas como muitos produtos possuem mais de um material, a tarefa, às vezes, complica. Pensando nisso elaboramos uma relação que vai ajudar no momento da separação dos diferentes tipos de resíduos:

Clique aqui para conferir.

Os resíduos recicláveis devem ser acondicionados em sacos coloridos ou transparentes exceto pretos, para facilitar a identificação correta.
Os sacos para o descarte devem ser colocados no respectivo coletor, considerando a classificação e devidamente identificados.
Para facilitar, recomenda-se fixar a faixa adesiva para identificação no coletor e o cartaz correspondente, acima do mesmo. Mostramos para exemplificar, o conjunto para identificação do coletor de resíduos recicláveis.

Os sacos com o resíduo devem ser armazenados temporariamente até a realização da Coleta Seletiva Solidária no contêiner adequado:

  • resíduos recicláveis nos contêineres verdes;
  • rejeitos nos contêineres pretos ou cinzas e lixeiras metálicas e,
  • resíduos orgânicos nos contêineres pretos ou cinzas até a chegada dos marrons, exceto lancherias e restaurantes. 


Os resíduos recicláveis (contêineres verdes) são recolhidos e destinados às Associações Habilitadas, os quais são triados e a classificados de acordo com a existência de mercado comprador. 

Os rejeitos (contêineres pretos ou cinzas) são recolhidos pela Coleta Pública realizada pela Prefeitura Municipal e são destinados ao aterro da cidade. 

A coleta pública na UFSM ocorre às segundas, quartas e quintas-feiras, com alterações nas semanas de feriadões, como pode ser consultado detalhadamente aqui.

Os resíduos orgânicos gerados pelas lancherias e restaurantes são enviados diariamente à unidade de compostagem do Colégio Politécnico da UFSM. Em breve, a compostagem será expandida para toda a UFSM, após a definição de pontos específicos para o descarte e/ou aquisição dos contêineres marrons. Enquanto isso, neste locais os resíduos orgânicos estão sendo destinados como rejeito à coleta pública.