Conheça os palestrantes do congresso de 2017 e os temas de suas apresentações

Palestrantes

Miguel Sumer Elías
Los desafíos jurídicos del Cibercrimen y la Ciberseguridad

Abogado especializado en delitos informáticos, ciberseguridad, protección de datos, emprendimientos y negocios en Internet. Fundador y Director de Informática Legal® desde el año 2000. Creador de la iniciativa Internet Responsable® y de Programas Gubernamentales de Concientización Digital para el uso seguro y responsable de Internet.
Doctorando en el Doctorado en Ciencias Jurídicas de la Universidad Católica Argentina (UCA).
Asesor gubernamental en cibercrimen, seguridad informática y gobierno electrónico. Fue Miembro del Grupo de Expertos en Seguridad Informática y Legislación Informática (GESI) de la Oficina Nacional de Tecnologías de Información (ONTI) de la Presidencia de la Nación.
EXPERIENCIA ACADÉMICA Y DOCENTE. Formador académico. Con 17 años ininterrumpidos de experiencia en la docencia universitaria del Derecho Informático como profesor titular de grado en la Universidad de Buenos Aires, Universidad Nacional de José C. Paz y en la Universidad de Belgrano, donde obtuvo en 2012 la distinción a la “Innovación Tecnológica Educativa” por su moderna propuesta y efectivo estilo pedagógico.
Fue Docente en el “Posgrado Estrategias en Negocios Digitales” de la Universidad de Palermo, en el “Posgrado en Nuevas Tecnologías, Comunicación Digital y Redes Sociales” de la Universidad. de Buenos Aires y en el Gobierno de la Ciudad de Buenos Aires para los Programas Pymes 2.0 y Desarrollo Emprendedor.
Conferencista internacional. Director del Instituto Iberoamericano de Informática Legal, investigador y autor de numerosos artículos.

 

Jania Maria Lopes Saldanha
A silicolonização do mundo”: império cibernético e riscos de totalitarismo

Pós-doutorado em Direito (foi bolsista CAPES BEX 2417-14-6) no IHEJ – Institut des Hautes Études sur la Justice – Paris. Doutorado em Direito da UNISINOS – Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Mestrado em Integração Latino-Americana da UFSM. Graduação em Direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professora associada do Programa de Pós Graduação em Direito na área “Direitos emergentes da sociedade global” da UFSM – Universidade Federal de Santa Maria e professora do Departamento de Direito da mesma Universidade. Professora convidada de tempo iintegral, após seleção pública, da Université Sorbonne-Nouvelle ? Paris 3, da Catédra Simón Bolívar, do IHEAL ? Institut des Hautes Études de l?Amérique latine para o ano 2016-2017. Pesquisadora associada do Institut des Hautes Études sur la Justice. Coordenadora do CCULTIS – Centro de Culturas jurídicas comparadas, internacionalização do direito e sistemas de justiça. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Público, atuando principalmente nos seguintes temas: direitos humanos, justiça de transição na América latina, sistemas de justiça nacionais, regionais, transnacionais e internacionais, internacionalização do direito, diálogos judiciais, regulação da mundialização na sociedade em rede, controle de constitucionalidade e convencionalidade, direito comparado e culturas jurídicas.

 

 

Alexandre Kehrig Veronese Aguiar
Limites e possibilidades para o estabelecimento de sistemas normativos em prol da regulação global da internet e a sua efetividade em face dos gigantes transnacionais.

Possui graduação em Direito (ciências jurídicas e sociais) pela Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999), mestrado em Sociologia e Direito pela Universidade Federal Fluminense (2002) e doutorado em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2011). Atualmente é Professor Adjunto de Teoria Social e do Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB). Foi Professor Assistente na Universidade Federal Fluminense (UFF), de 2005 até 2012, bem como trabalhou em institutos de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação de 1996 até 2005. É coordenador do GETEL/UnB – Grupo de Estudos de Direito das Telecomunicações (http://getel.org). Tem experiência na área de direito, com ênfase em direito público e teoria social, atuando principalmente nos seguintes temas: Sociologia do Direito, Estudos de Internet & Sociedade, Direito & Telecomunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação. – Academia: https://brasilia.academia.edu/AlexandreVeronese

 

 

Vinícius Borges Fortes
Os direitos de privacidade na internet: desafios para uma era da ‘internet de tudo’”

Pós-Doutor em Direito pela VUB – Vrije Universiteit Brussel (Bélgica). Doutor em Direito pela UNESA/RJ, linha de pesquisa “Direitos Fundamentais e Novos Direitos?, Mestre em Direito pela UCS/RS. Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu – Mestrado em Direito da IMED – Faculdade Meridional. Pesquisador do Grupo de Pesquisa em Direito e Desenvolvimento, certificado pela IMED e pelo CNPq. Pesquisador visitante na Universidad de Zaragoza (Espanha) (2014-2015). Professor visitante na VUB – Vrije Universiteit Brussel (Bélgica), no LSTS – Law, Science, Technology and Society Research Group no âmbito do projeto Brussels Privacy Hub (2016). Advogado com experiência nas áreas Direito e Novas Tecnologias, Direito do Trabalho e Direito Empresarial.

 

 

 

 

Raquel Fabiana Lopes Sparemberger
Nós e os outros: democracia na América latina e discursos de ódio nas redes sociais

Pós-doutora em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Doutora em Direito pela Universidade Federal do Paraná – UFPR. Mestre em Direito pela UFPR. Possui Graduação em Direito pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (1995). Professora Adjunta da Universidade Federal do Rio Grande – FURG. Professora do Programa de Mestrado em Direito da Universidade Federal do Rio Grande – FURG. Professora dos cursos de graduação e do Programa de Mestrado em Direito da Faculdade de Direito da Fundação Escola Superior do Ministério Público – FMP/RS. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Teoria Geral do Direito, Direito Constitucional, Direito Ambiental e Direitos Humanos, América Latina e questões decoloniais. Professora convidada na FURB – Blumenau. Professora pesquisadora do CNPq e FAPERGS. Professora participante do Grupo de Pesquisa em Antropologia Jurídica – GPAJU da UFSC e Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Tutelas à efetivação dos direitos indisponíveis, Linha Tutelas à efetivação de Direitos Públicos Incondicionados . Responsável pelo Grupo de Estudos da FURG sobre Imigração (IMIGRACIDADANIA). Advogada do escritório de Advocacia Luciane Dias Sociedade de Advogados – Pelotas/RS.

 

 

Maria Alexandra Viegas Cortez da Cunha
Governança de TI na gestão pública: os desafios para implementar participação, colaboração e co-criação.

Possui graduação em Administracao (1987) e Informatica (1982) pela Universidade Federal do Paraná, mestrado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas – SP (1994) e doutorado em Administração pela Universidade de São Paulo (2000). Foi coordenadora da divisão ADI da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração – ANPAD por 4 anos. É professora da Escola de Administração de Empresas de São Paulo e foi professora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná por 23 anos. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Organizações Públicas, atuando principalmente nos seguintes temas: governo eletrônico, informática pública, sociedade da informação, administração pública e gestão de tecnologia da informação. Foi Bolsista Produtividade da Fundação Araucária, 2013-2014.

Deixe uma resposta