Portal do Governo Brasileiro

“Inteligência Artificial Aplicada à Geração de Realidade Virtual Acústica” é tema de palestra no Centro de Tecnologia

Inteligencia Artificial AplicadaPalestra sobre “Inteligência Artificial Aplicada à Geração de Realidade Virtual Acústica” será realizada nesta sexta-feira (01), às 10h, no auditório Pércio Reis. O convidado para falar sobre o assunto, Prof. Dr. Roberto Aizik Tenenbaum, atua no Departamento de Engenharia Mecânica e Energia e na pós-graduação em Modelagem Computacional do Instituto Politécnico (IPRJ) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.  

Durante a palestra, será abordada a temática “Redes Neurais Artificiais (RNAs)”. Elas são técnicas computacionais que apresentam um modelo matemático inspirado na estrutura neural de organismos inteligentes e podem ser utilizadas na modelagem das funções de transferência associadas à cabeça (HRTFs), que constituem o cerne da audição espacial humana.

Além disso, no evento será apresentado o código computacional de simulação de campo acústico em recintos – que utiliza RNAs para gerar realidade virtual acústica –, o código RAIOS e o ganho computacional provocado por essa técnica. Por fim, serão apresentados alguns exemplos sonoros de aurilização em salas.

Pra participar do evento não é necessário inscrição prévia e a entrada é gratuita. 

Sobre o palestrante:

O Engenheiro Mecânico, Prof. Dr. Roberto Aizik Tenenbaum, além de membro fundador da Sociedade Brasileira de Acústica (SOBRAC), é membro da Acoustical Society of America e criador e coordenador do Laboratório de Instrumentação em Dinâmica, Acústica e Vibrações (LIDAV) no IPRJ. Suas principais linhas de pesquisa atuais são: vibroacústica e identificação de fontes sonoras; realidade virtual acústica e modelagem de funções de transferência relativas à cabeça humana; aurilização de salas e realidade virtual acústica; simulação numérica de campo acústico em salas; qualidade acústica de salas de aula; avaliação acústica de salas de concerto; identificação de dano estrutural a partir de ensaios de propagação de ondas acústicas e de vibrações; e problemas inversos em dinâmica, acústica e vibrações.

 Texto por Isadora Severo, acadêmica de Relações Públicas. - Núcleo de Divulgação Institucional do CT/UFSM.