Portal do Governo Brasileiro

Carancho participa da 19ª Competição SAE BRASIL AeroDesign em São José dos Campos

Entre os dias 26 e 29 de novembro, a Carancho participou da 19ª competição de AeroDesign, realizada pela SAE Brasil, que também organiza programas estudantis como o Fórmula, Baja e Fórmula Drone. O evento foi realizado em São José dos Campos (SP) e foi a 12ª vez em que a equipe participou da disputa.

A Carancho AeroDesign é um projeto de extensão vinculado ao curso de Engenharia Mecânica, onde estudantes de diversos cursos da UFSM visam participar de competições universitárias de veículo aéreos não tripulados (cargueiros). A entrada de membros se dá a partir de processos seletivos semestrais, realizados para áreas como projeto, administração e marketing. A organização dentro do grupo é similar à de uma empresa, onde existem setores com seus gerentes, compromissos e prazos.

Desde 2004, a equipe não participou de apenas duas edições da competição de AeroDesign da SAE Brasil, por questões de renovação de membros e experiência. A carancho foi uma das 8 equipes gaúchas na disputa deste ano e uma das 18 vindas da região sul. A classificação do grupo foi concretizada a partir da colocação alcançada no ano anterior.

O membro da equipe, Willian Rigon explicou como funcionam as etapas e o sistema de pontuação da competição:

“Ela é divida em duas partes: teórica e prática.

Na teórica, após as aeronaves serem projetadas, as equipes devem desenvolver um relatório de escolhas e análises para cada setor de projeto: aerodinâmica, desempenho, estabilidade e controle, cargas, aeroelasticidade, plantas e integração de projeto. Após isso, os mesmos devem ser apresentados de forma resumida para uma banca de jurados renomados no assunto. A partir daí, saem as primeiras notas: apresentação + relatórios.

A parte prática se dá pelas pontuações geradas pelos voos das aeronaves durante 3 dias, onde as mesmas devem ser levadas ao seu limite de carregamento de carga projetado e estipulado pela equipe. Chegamos então na pontuação final: competição de voo + apresentação + relatórios.”

Além disso, William apontou os destaques da participação da equipe na disputa deste ano: “As grandes novidades foram a utilização de flapes nas asas, a fuselagem de configuração semi-monocoque e o alijamento de carga a partir de paraquedas.”

William falou sobre os objetivos do grupo e as dificuldades da competição: “Sempre buscamos melhorar nossas pontuações ano após ano, onde em cada setor tentamos aos poucos ficar entre os 20 ou 15 melhores, visto que são 95 equipes participantes. O nível técnico tem aumentado significativamente nos últimos anos, o que faz com que a competição fique cada vez mais difícil.”

William ainda ressaltou o orgulho da Carancho em representar a UFSM em um cenário nacional: “Para nós é sempre um orgulho levar o nome da UFSM não somente para fora do estado mas também fora do país, visto a visibilidade que expomos a universidade para as demais equipes brasileiras e algumas internacionais que participam do evento. Acaba sendo uma vitrine frente aos estudantes e visitantes que participam, acompanham ou assistem nas suas casas as reportagens sobre o assunto.”

A classificação final da disputa deve ser liberada nos próximos dias pela comissão técnica da competição. Para acompanhar todos os detalhes e obter mais informações sobre o evento ou a Carancho, acesse o site da SAE Brasil ou a página da equipe.

 

Texto por Lucas Gutierres, acadêmico de Jornalismo. - Núcleo de Divulgação Institucional do CT/UFSM.