Portal do Governo Brasileiro

Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul premia aluno da Engenharia Sanitária e Ambiental

Rolando segurando o certificado.O egresso do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental, Rolando Ramirez, foi premiado na última segunda-feira (11), em Porto Alegre. A Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (Sergs) entregou, junto a Láurea Engenheiro do Ano 2017, o Prêmio Destaque Acadêmico aos formandos com as melhores avaliações nos cursos de engenharia das principais universidades gaúchas.

Rolando conta que embora já tenha sido premiado na formatura, como melhor aluno da turma, foi uma surpresa receber a notícia sobre a premiação da Sergs: "Eu fiquei bem feliz porque eu tive uma grande dificuldade em me adaptar, como eu sou estrangeiro, quando cheguei não entendia bem a língua e foi tudo uma luta."

O aluno é paraguaio e ingressou em 2013 na UFSM através de convênio. O processo feito pela Embaixada demandou dele apenas um teste de proficiência em língua portuguesa e histórico do Ensino Médio. Ele explica que a equipe da Embaixada que direciona para onde os estudantes irão. Ou seja, “quando eu pedi, queria ir para Porto Alegre porque meu irmão mora lá, mas eles me enviaram pra cá porque a Engenharia Sanitária e Ambiental é melhor aqui.”

Em relação à trajetória acadêmica, Rolando reconhece o apoio que teve dos colegas e dos professores. “Quando eu cheguei não conhecia ninguém, eles começaram a me explicar as coisas e como tudo funciona. O mérito não é só meu, vai também para os professores e para os meus colegas.”

O prêmio leva em consideração apenas a nota média das disciplinas. Rolando comenta que quando chegou no Brasil se propôs a ser o melhor que podia no curso e a premiação é resultado disso. Mas pondera: “Para mim não é uma coisa de inteligência, qualquer pessoa pode ganhar esse prêmio, só que a diferença é o esforço. É só esforço, não teve mais que isso.”

O Destaque Acadêmico avalia as notas nas disciplinas, por isso Rolando lembra: “No meu curso tem várias pessoas que são merecedoras de destaque também. Que trabalharam mais no campo, que fizeram mais pesquisa.”

 

Texto por Ivana Cavalcante, Relações Públicas. - Núcleo de Divulgação Institucional do CT/UFSM.