Portal do Governo Brasileiro

Regimento interno

O nosso Regimento Interno é um conjunto de regras estabelecidas pelo Conselho do Centro de Tecnologia que tem por finalinadade regulamentar como se dará o funcionamento do CT, visando o cumprimento da nossa função pública regularmente instituída.

 

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE TECNOLOGIA

TÍTULO I

DAS FINALIDADES

Art. 1o - O Centro de Tecnologia – CT, Unidade Universitária diretamente subordinada ao Reitor, tem por finalidade incentivar e desenvolver o Ensino, a Pesquisa, a Extensão e a Inovação nas áreas de Engenharia, de Arquitetura e Urbanismo e de Computação e, especificamente:

I – formar pessoas emprendedoras e qualificadas capazes de transformar a sociedade onde estão inseridos em consonância com o Plano de Desenvolvimento Institucional da UFSM e com a LDB.

II - desenvolver ações integradas com as demais Unidades da Universidade e com as Instituições Públicas e Privadas para o desenvolvimento econômico e social e redução das desigualdades regionais.

III – promover e incentivar o desenvolvimento científico, a pesquisa, a capacitação científica e tecnológica e a inovação em todos os seus níveis com vistas à capacitação tecnológica, ao alcance da autonomia tecnológica e ao desenvolvimento do sistema produtivo nacional e regional do País.

Art. 2o - O Centro de Tecnologia adotará medidas de formação acadêmica nos cursos de graduação e formação científica/profissional nos cursos de especialização, aperfeiçoamento, mestrado e doutorado. Essas medidas deverão observar os seguintes princípios e finalidades.

§ 1o O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:

I - igualdade de condições para o acesso e permanência;

II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber;

III - pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas;

IV - respeito à liberdade e apreço à tolerância;

V - gratuidade do ensino;

VI - valorização do profissional da educação;

VII - valorização da experiência extra-classe;

VIII - vinculação entre a educação, o trabalho e as práticas sociais.

IX - consideração com a diversidade étnico-racial.

§ 2o O ensino será ministrado observando as seguintes finalidades:

I - estimular a criação cultural e o desenvolvimento do espírito científico e do pensamento reflexivo;

II - formar diplomados nas áreas de conhecimento do CT, aptos para a inserção em setores profissionais e para a participação no desenvolvimento da sociedade brasileira, e colaborar na sua formação contínua;

III - incentivar o trabalho de pesquisa e investigação científica, visando o desenvolvimento da ciência e da tecnologia e da criação e difusão da cultura, e, desse modo, desenvolver o entendimento do homem e do meio em que vive;

IV - promover a divulgação de conhecimentos culturais, científicos e técnicos que constituem patrimônio da humanidade e comunicar o saber através do ensino, de publicações ou de outras formas de comunicação;

V - suscitar o desejo permanente de aperfeiçoamento cultural e profissional e possibilitar a correspondente concretização, integrando os conhecimentos que vão sendo adquiridos numa estrutura intelectual sistematizadora do conhecimento de cada geração;

VI - estimular o conhecimento dos problemas do mundo presente, em particular os nacionais e regionais, prestar serviços especializados à comunidade e estabelecer com esta uma relação de reciprocidade;

VII - promover a extensão, aberta à participação da população, visando à difusão das conquistas e benefícios resultantes da criação cultural e da pesquisa científica e tecnológica geradas na instituição.

Art. 3o - O Centro de Tecnologia adotará medidas de incentivo à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo, com vistas à capacitação tecnológica, ao alcance da autonomia tecnológica e ao desenvolvimento do sistema produtivo nacional e regional do País. Estas medidas deverão observar os seguintes princípios:

I – promover atividades científicas e tecnológicas como estratégicas para o desenvolvimento econômico e social;

II – contribuir para a redução das desigualdades regionais;

III - promover a cooperação e interação entre os entes públicos, entre os setores público e privado e entre empresas;

IV – incentivar a constituição de ambientes favoráveis à inovação e às atividades de transferência de tecnologia;

V - promover e dar continuidade aos processos de formação e capacitação científica e tecnológica;

VI - buscar o fortalecimento das capacidades operacional, científica, tecnológica e administrativa do Centro de Tecnologia;

VII - promover a simplificação de procedimentos para gestão de projetos de ciência, tecnologia e inovação e adoção de controle por resultados em sua avaliação;

VIII - apoiar, incentivar e integrar os inventores independentes às atividades do Centro de Tecnologia e ao sistema produtivo;

IX - apoiar e estimular as atividades de extensão tecnológica.

 

Ler mais.