Portal do Governo Brasileiro

Quer saber como foi "Acolhe, CT!" desse semestre? Vem ler um resumão!

Na segunda-feira (6), ocorreu a 5ª edição do Acolhe CT. O evento foi  realizado pela Direção do Centro de Tecnologia e pela Unidade de Apoio Pedagógico, e promoveu a aproximação entre calouros e veteranos.

Às 10h, no Auditório Wilson Aita, os calouros puderam participar de uma palestra institucional onde foram apresentados à estrutura organizacional da Universidade Federal de Santa Maria e do Centro de Tecnologia. A palestra foi apresentada pelo  diretor do Centro Luciano Schuch que deu as boas-vindas aos recém-chegados e os aconselhou a não participarem de trotes violentos, mas sim de alternativas como o Acolhe CT. Além disso, reforçou que é importante para o estudantes ter autonomia dentro da Universidade e ir atrás daquilo que é interessante para eles.

acolhe palestra institcuional acolhe banda

 

Logo após a palestra, a Banda BUENO ocupou o hall para o momento de descontração. O palco também ficou livre para quem quisesse cantar, tocar e até dançar.

Às 14h, foi a vez do Protagonismo Estudantil, momento em que os estudantes puderam apresentar os diretórios, empresas juniores e os coletivos dos alunos do CT. Representantes do Diretório Acadêmico do Centro de Tecnologia (DACTEC) fizeram a frente e apresentaram a entidade representativa aos estudantes. Assim como o Diretório Central dos Estudantes (DCE), que foi apresentado em seguida. O acadêmico de Engenharia Elétrica Guilherme Beffart apresentou o PET Engenharia Elétrica. E representantes da Compact Jr, Itep Jr, Renove Jr e Base Jr apresentaram suas respectivas empresas e divulgaram seus processos seletivos, que estão em aberto. Por último, fez-se presente a ONG Engenheiros sem Fronteiras.

Além das atividades preparadas, o Acolhe CT também contou com os alunos voluntários que um grande painel de fotos onde os estudantes puderam tirar fotos e se divertir com as plaquinhas relacionadas aos seus cursos.

Na terça-feira, os membros do Diretório Acadêmico do Centro de Tecnologia (DACTEC) fizeram vários cachorros-quentes que foram distribuídos para a calourada no Quisque do CT. “É a primeira vez que estamos realizando um evento assim, e é muito importante porque damos acolhimento ao calouro, estamos mostrando que o ambiente é amigável”, disse o estudante de Engenharia da  Computação e membro do DACTEC, Vicente Rodrigues.

Quarta-feira foi o Dia Internacional da Mulher e a programação foi destinada para elas com a palestra “Mulheres em ação!, que foi uma parceria entre a Agittec UFSM, CCNE UFSM, CCSH UFSM, Pulsar UFSM, Liga de Empreendedorismo i9 e DCE - UFSM. A palestra começou às 8h30 e aconteceu no Auditório do CCR. Além disso, o hall do Centro de Tecnologia recebeu um painel de fotos cheio de mulheres da ciência. O painel foi idealizado pela Relações Públicas do CT Ivana Cavalcante. Ele teve o objetivo de valorizar as histórias de mulheres que obtiveram destaque na área e incentivar que estudantes busquem sempre alcancançar seus objetivos independentes das adversidades.

E, na sexta-feira, para encerrar o Acolhe CT, aconteceu a conversa Empreendedorismo e política com Milton Seligman, no Auditório Pércio Reis, que teve apoio do DCE. “É sempre um grande prazer vir ao CT que me formou, tenho uma relação profunda com o Centro e tenho orgulho de ter feito parte daqui”, disse Milton. Ele também ressaltou a importância da Universidade Federal de Santa Maria de estar no ranking das melhores universidades do país, porém, segundo ele, é necessário ir adiante e debater os problemas no Brasil de hoje e do futuro. “Debater é sempre um fato positivo, a academia é para isso, é para olhar os problemas de frente e buscar construir soluções”, completou.

“A edição deste semestre superou as expectativas em relação ao engajamento das pessoas. Isso nos motiva a continuar”, disse Ivana. O Acolhe CT tem mudado aos poucos a cultura de recepção aos calouros, se opondo a trotes violentos, por isso é realizado todo início de semestre. A edição 2017/1 já acabou, mas vem mais por aí!

 

 

 

Texto por Leandra Cruber, acadêmica de Jornalismo. - Núcleo de Divulgação Institucional do CT/UFSM.