Portal do Governo Brasileiro

Um satélite artificial é qualquer corpo feito por humanos e colocado em órbita ao redor da Terra ou de algum outro corpo celeste. Esse objeto resultante de muita tecnologia gera interesse nos apaixonados pela ciência, como os estudantes de Engenharia Elétrica Thales Mânica e Leonardo Zavarez e os estudantes de Física Guilherme Schneider e Pietro Moro. Eles atuam na estação terrena da Universidade Federal de Santa Maria e foram surpreendidos no começo deste ano com uma mensagem do espaço enviada por um satélite inglês, o CubeSat FUNCube-1.

Estações do mundo todo podem ser configuradas para receber protocolos de comunicação presentes em satélites e, assim, colaborar com as missões. Diante desta possibilidade, os bolsistas instalaram um software disponibilizado pelo projeto do satélite inglês que viabilizou o recebimento e a decodificação de dados. A cada recepção, uma mensagem através do software instalado.

Para o bolsista Leonardo Zavarez, receber a mensagem de agradecimento do CubeSat FUNCube-1 significou ter reconhecimento dentro da comunidade de radioamadores. “Temos a estação aqui e rastreamos o satélite, mas muita gente não sabe nem da existência da estação. Por isso, esse agradecimento nos deu visibilidade”. Ainda segundo ele, a estação tem porte para receber vários dados e é importante que ocorra esse intercâmbio de informações.

A equipe que recebeu o agradecimento trabalha com o NANOSATC-BR1 que é desenvolvido através da parceria e convênio da UFSM com o  INPE/MCTI. O projeto é gerenciado pelo Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais que funciona aqui na Universidade e a  Coordenação Geral de Engenharias e Tecnologias Espaciais do Programa é efetuada pela equipe que trabalha na sede do INPE/MCTI, em São José dos Campos (SP). De qualquer forma, o projeto na UFSM vai além do rastreamento de satélites, uma vez que trabalha também com o desenvolvimento, montagem e operação de um CubeSat 1U. Além disso, os alunos envolvidos participam de todas as fases, desde a sua especificação e desenvolvimento até a montagem.

 

msg espaço

 

Texto por Leandra Cruber, acadêmica de Jornalismo. - Núcleo de Divulgação Institucional do CT/UFSM.