Uma ‘mãozinha’ para fazer faculdade

Diário de Santa Maria, 07/12/2013, Geral, Pág. 16

Não precisar pagar pela matrícula não é o único benefício de estudar em uma universidade pública. Instituições federais de Ensino Superior (Ifes) têm verbas destinadas à assistência estudantil, com o objetivo de manter os alunos com condições financeiras menos favoráveis no curso, evitando a evasão. A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) é reconhecida como uma das instituições com maior assistência estudantil, que inclui moradia gratuita na Casa do Estudante, refeições subsidiadas no Restaurante Universitário (RU), auxílio-transporte e bolsas. Atualmente, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae) contabiliza cerca de 3,5 mil estudantes com benefício socioeconômico (BSE) e oferece 2 mil vagas na Casa do Estudante Universitário, uma das maiores do país.

– O que a assistência estudantil proporciona para os estudantes é o que dá condições, em muitos casos, para o aluno se manter em Santa Maria, quando é de fora, e para continuar estudando, em vez de abandonar o curso para trabalhar. A preocupação é tanto financeira quanto emocional, para não deixar vagas ociosas – diz o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Ubiratan Tupinambá da Costa, o Bira.

Os benefícios estudantis oferecidos estão condicionados ao nível de renda da família do estudante. Além da seleção feita quando o novo aluno solicita a assistência, com a entrega de documentos que comprovam os rendimentos, a Prae faz um acompanhamento do estudante, que tem um tempo determinado para terminar o curso de graduação (número de semestres regulares mais 50%). Nos casos em que o universitário está excedendo esse tempo, estão previstas algumas sanções para que não haja acomodação. A primeira delas é a perda do desconto no RU, o que normalmente é suficiente para o aluno se motivar a concluir o curso.

Importante ressaltar que a solicitação de benefícios deve ser feita em todos os semestres. E, antes de cada um, é publicado um edital no site da UFSM. O estudante deve ficar atento às informações publicadas no site da UFSM e responder a um questionário online.

Deixe uma resposta