Pró-reitor de Gradução da UFSM destaca “legado” da administração

Diário de Santa Maria, 07/12/2013, Educação, Edição Online

O pró-reitor de Graduação, Orlando Fonseca, um dos principais nomes da administração do atual reitor Felipe Müller, falou à imprensa, na tarde deste sábado, em tom de despedida. Orlando Fonseca destacou que a gestão de Müller avançou na assistência estudantil. Segundo ele, a Federal “fez e faz muito pelo acolhimento e pelo acompanhamento do aluno”.
_ A Federal conta com políticas de incentivo e de permanência do aluno na instituição _ afirmou Fonseca.

O pró-reitor destacou que a instituição conta com programas de iniciação científica, com bolsas aos graduandos, entre outras ferramentas que visam manter e estreitar o vínculo do aluno com a instituição. Fonseca lembrou da Lei de Cotas, já adotada pela Federal, e que deverá ser revista no próximo ano, quando a UFSM passará a estar na gestão do reitor eleitor Paulo Burmann.

Pró-reitor falou em números para destacar “legado importante”
Orlando Fonseca se valeu de números para dizer que a UFSM conta, atualmente, com índices que mostram o crescimento da instituição:
_ Saímos de 67 cursos para 109 (cursos). Até pouco tempo, a Federal tinha 12 mil alunos e, hoje, são 30 mil. Sem dizer que saltamos de 2,2 mil vagas para quase 5 mil vagas. Creio, este, ser um legado importante e, no mínimo, interessante”.

Fonseca também rebateu eventuais críticas daqueles que não apostam no campus de Cachoeira do Sul, com previsão de implementação para o segundo semestre de 2014.
_ Foi Cachoeira do Sul, a comunidade daquele município que escolheu a UFSM. É um bom sinal de que a Federal é referência e padrão de educação _ disse.

Deixe uma resposta