Pacto fortalecerá formação de professores do Ensino Médio da região

Rádio Fandango, 31/03/2014, Online.

 

A primeira etapa do cronograma de formação do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio acontecerá nestas quarta, quinta e sexta-feira (2, 3 e 4 de abril), na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), em Santa Maria. A formadora regional da 24ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), professora Lenise Coletto Furlan, e os 21 orientadores de estudo das escolas estaduais da região participarão do evento.


O Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio, iniciativa do Ministério da Educação (MEC) em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), investe na formação continuada em serviço dos docentes, prevendo, inclusive, a concessão de bolsas para os participantes. Conforme Lenise, a formação em Santa Maria terá 24 horas de duração. Até o dia 11, os orientadores de estudo terão a sequência da capacitação, com mais 24 horas de formação ministradas pela formadora regional.


MÓDULOS - Lenise explicou que os orientadores, que são professores ou coordenadores pedagógicos, terão papel de coordenar as formações dos professores do Ensino Médio nas suas escolas. Ao longo de 2014, eles completarão 96 horas de formação, divididas em seis módulos que trazem as orientações do Ministério da Educação (MEC) mais um módulo específico sobre a reestruturação curricular do Ensino Médio.


A UFSM é uma das instituições de ensino superior parcerias da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) nas ações do Pacto do Ensino Médio, abrangendo as CREs de Santa Cruz do Sul, Passo Fundo, Santa Maria, Palmeira das Missões, Cachoeira do Sul e Soledade (6ª, 7ª, 8ª, 20ª, 24ª e 25ª CREs). A formação desta semana em Santa Maria envolverá 266 orientadores de estudos e 8 formadores regionais.


 


O que é o Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio


 


 O Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio é uma ação do Ministério da Educação (MEC) que está em implantação em todo o país. Com a medida, o MEC pretende atingir 500 mil professores, nos 26 estados e no Distrito Federal. O Rio Grande do Sul foi o primeiro a aderir. No estado, o pacto complementará as ações que começaram com a reestruturação curricular do Ensino Médio coordenada pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc).


As 20 escolas de Ensino Médio da região da 24ª CRE participam do pacto. Todos os professores efetivos ou contratados que atuam no Ensino Médio dessas escolas fazem parte. Eles receberão bolsa mensal de R$ 200,00 para garantir a sua formação continuada. Os orientadores de estudo em cada escola receberão R$ 765,00 mensais e a formadora regional, R$ 1.100,00.


Na rede estadual do RS, universidades parceiras vão atuar na formação dos formadores regionais e orientadores de estudo, que replicarão a formação aos 23.281 professores que atuam nas 1.063 escolas com Ensino Médio. As universidades vão atuar de forma regionalizada, atendendo grupos de Coordenadorias Regionais de Educação (CREs). As universidades parceiras da secretaria na iniciativa são as federais do Rio Grande do Sul (UFRGS), de Santa Maria (UFSM), de Pelotas (UFPel), da Fronteira Sul (UFFS), do Rio Grande (Furg) e do Pampa (Unipampa), além da Universidade Estadual do Estado (Uergs).

Deixe uma resposta