Concorrência de 44 para cada vaga

Diário de Santa Maria, 06/06/2014, Geral, Pág. 8.

Uma das primeiras atividades do novo campus da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) superou as expectativas. O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) recebeu mais de 8,5 mil inscrições para Cachoeira do Sul. Hoje, será divulgada a relação da 1ª chamada dos aprovados, em sisu.mec.gov.br e em ufsm.br. Não há confirmação do horário.

No município, funcionarão cinco cursos de graduação. As aulas começarão em 11 de agosto. Ao todo, foram ofertadas 190 vagas, sendo que 34% são destinados a cotistas. No próximo ano, metade das vagas será de ingresso por meio das ações afirmativas.

Na média geral, são 44 candidatos por vaga. O Ministério da Educação não lançou os inscritos conforme a cota e nem o local de origem desse candidato. Para o reitor da UFSM, Paulo Burmann, os altos índices não se devem à extinção do vestibular.

– O conjunto de cursos que temos em Cachoeira é de grande apelo para os estudantes. São áreas que o país está muito carente – explica.

Ainda para Burmann, o grande número de inscritos se deve às poucas opções de oportunidades no Ensino Superior no meio do ano. Ele também diz que há grande expectativa na confirmação da matrícula.

– Já tivemos experiências com o Sisu em que chegamos a ter 300 candidatos habilitados para ingressar no curso e apenas 15 confirmarem a matrícula.Ainda é cedo para dizer que tivemos êxito – declara o reitor.

A graduação mais concorrida é Arquitetura e Urbanismo, com 3.489 candidatos para 40 vagas, ou seja, 87 candidatos por vaga. No vestibular 2013 da UFSM, o mesmo curso, que ficou em segundo lugar entre os cinco mais concorridos daquele ano, atrás de Medicina, contou com 789 inscritos para 30 vagas, contabilizando 25 candidatos por vaga pelo Sistema Universal. O segundo mais disputado para Cachoeira do Sul foi Engenharia Mecânica, com 1.556 inscritos para 30 oportunidades.

Primeiramente, as aulas do campus de Cachoeira do Sul serão ministradas no Colégio Totem. A previsão é que, até o fim deste ano, comecem as obras para a construção de prédios administrativos e de salas de aula no terreno que foi doado pelo município.

O advogado João Marcos Adede y Castro, que representa entidades empresariais de Santa Maria, teria entrado ontem com ação na Justiça Federal pedindo que a Federal revogue a decisão de extinguir o vestibular da instituição. A intenção da ação seria discutir a questão da legalidade da decisão da Federal e não a adesão ao Sisu.

Deixe uma resposta