Audiência entre UFSM e entidades contrárias ao fim do vestibular acaba sem consenso

Blog Últimas Notícias, 13/06/2014.

 

Reunião, que ocorreu na sede da Justiça Federal de Santa Maria, durou três horas

Marcelo Martins
marcelo.martins@rdgaucha.com.br

Pedido da audiência havia sido feito na última terça-feira pelo juiz Loraci Flores de Lima
Foto: Marcelo Martins  / Gaúcha SM

A audiência de tentativa de conciliação entre a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e as entidades contrárias ao fim do vestibular ocorreu na manhã desta sexta-feira (13). O encontro, que começou às 9h3o, foi na sede da Justiça Federal de Santa Maria, e durou pouco mais de três horas. Contudo, não se teve nenhuma sinalização por parte da UFSM quanto a um possível acordo de ser revista a decisão, de maio, do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da UFSM, que decidiu por extinguir o vestibular da instituição.

O pedido da audiência havia sido feito na última terça-feira (10) pelo juiz Loraci Flores de Lima, titular da Justiça Federal da cidade.

A ideia de Loraci era que nomes da UFSM, como o do reitor Paulo Burmann, e de representantes de entidades contrárias ao fim do processo seletivo, como a Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (Cacism), pudessem dialogar na busca de um possível entendimento quanto ao fim do processo seletivo. Porém, não houve nenhum consenso.

Na próxima segunda-feira (16), se encerra o prazo para que a UFSM se manifeste sobre o fim do vestibular.

Comentários estão fechados.