Recurso garantido para ônibus rápido

Diário de Santa Maria, 21/06/2014, Política, Pág. 06.

 

Governo federal autorizou projeto por meio do PAC

Leandro Belles

leandro.belles@diariosm.com.br

Foi publicado no Diário Oficial da União de sexta-feira, o anúncio do governo federal que contempla Santa Maria com verbas para o transporte coletivo. No documento, a União, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), garante a liberação de todos os recursos necessários para a implantação de uma linha de Veículo Leves sobre Pneu (VLP), mais conhecidos como ônibus rápidos (que cobrem longas distâncias sem paradas, como se fosse um metrô de superfície), com veículos maiores e com corredores específicos, diminuindo o tempo de viagem.

Com isso, a prefeitura tem aval para apresentar um projeto com a grande novidade: ele será totalmente custeado com dinheiro federal. O sinal verde é um passo decisivo para a obra, que não deslanchava pela falta de capacidade do governo municipal para entrar com uma contrapartida ou até mesmo para adquirir uma nova dívida. Nos últimos anos, na primeira tentativa de implantar um veículo leve sobre trilhos (VLT), a prefeitura acabou desistindo do projeto porque, na época, o governo federal exigia que o município bancasse parte dos custos.

– Esse é um primeiro passo, mas é indispensável. Isso é um caminho muito positivo. Não está tudo resolvido. Mas o que era um entrave muito grande, está encaminhado – comemora o prefeito Cezar Schirmer (PMDB), que ressalta que a prefeitura não poderia bancar um projeto como esse se dependesse de recursos próprios ou até mesmo de endividamento.

No anúncio da União, o governo também prevê o investimento em equipamentos, como na sinalização de toda a rota na linha definida. Conforme o prefeito Schirmer, o projeto de implantação do VLP deve ser concluído em até 30 dias. Em um primeiro momento, a linha deve ligar o Centro a Camobi.

– Tudo isso se insere no contexto de melhorar o transporte coletivo da cidade. É uma busca complexa e que vem sendo trabalhada há um bom tempo. É importante sobretudo para Camobi, que é um bairro muito importante por reunir a UFSM e a Base Aérea – comemora Schirmer.

Investimento pode chegar a

R$ 100 milhões, diz prefeito

Apesar de confirmar o custeio do projeto, o governo federal ainda não definiu um valor para o investimento. Mas, conforme Schirmer, o valor previsto para o ônibus rápido pode chegar a R$ 100 milhões. Isso envolve desde o gasto com veículos até a todo o sistema de implantação do corredor de ônibus, como sinalização e outras obras viárias necessárias para fazer com o que projeto se concretize.

No mesmo decreto, a União garante verbas do PAC para a construção da barragem de São Sepé e de canais de irrigação. O custo desse projeto é estimado em R$ 400 milhões.

Comentários estão fechados.