Prova cheia de dúvidas

Diário de Santa Maria, 01/08/2014, Capa / Geral, Pág. 09.

 

Justiça Federal deve dar parecer sobre PS1 até a próxima semana

 As definições sobre o vestibular da UFSM foram novamente prorrogadas, e o edital do processo seletivo deve passar por mais mudanças. Na quarta-feira, a procuradoria da universidade encaminhou para a Justiça Federal a defesa sobre a exclusão da prova do Processo Seriado 1 (PS1) no concurso deste ano. Caso a 3ª Vara Federal decida que o PS1 tem de ocorrer, poderá estender o cronograma estipulado pela Comissão Permanente do Vestibular (Coperves) em cerca de mais um mês.

Apesar dessa nova indefinição, a Coperves segue trabalhando nas elaborações do edital e das provas. Caso não haja mais contratempos, ou seja, se a Justiça Federal entender que a aplicação do PS1 não deve ser incluída neste ano, a intenção da universidade é encaminhar as regras do vestibular para aprovação na próxima reunião ordinária, em 15 de agosto. Caso contrário, os trâmites devem se arrastar até setembro.

O cronograma de trabalho da Coperves prevê o vestibular de 12 a 14 de dezembro, conforme aprovação do Cepe ainda em 2013, além da exclusão do PS1 neste ano. A intenção, segundo o presidente da Coperves, Edgar Durante, é entregar o edital e o Manual do Candidato para a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) na próxima semana. A partir daí, segue-se um trâmite que envolve a procuradoria federal, a reitoria e a Comissão de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Vestibular ainda está nas mãos da Justiça

Seis dias depois de a UFSM confirmar que vai ter vestibular neste ano, a Câmara de Dirijentes Lojistas (CDL) e a União Santa-mariense de estudantes (USE) ingressaram com pedido de urgência, ainda dentro da ação que solicitava a realização do concurso em 2014. A intenção é que a UFSM realize também o PS1. A prova é destinada aos estudantes que fazem o 1º ano do Ensino Médio.

Conforme o procurador federal Rubem Corrêa da Rosa, a defesa é baseada em explicações sobre o regimento interno da UFSM, que esclarece que o vestibular é uma prova válida para o ano letivo em que se realizar, e que, sendo assim, o PS1 não é o vestibular tradicional.

– Não vislumbramos motivo para determinar o início do processo seriado, que tem duração de três anos, uma vez que a não adesão ao Sisu é válida somente para este ano. Não gostaríamos de colocar os estudantes nessa transição, pois pode haver prejuízo (aos candidatos) a longo prazo.

O documento explica ainda, à Justiça Federal, que o edital do vestibular ainda não foi concluído. Por isso, a procuradoria também solicita à 3ª Vara Federal que emita seus esclarecimentos sobre a realização ou não do PS1 até o fim da próxima semana.

Em maio, o Cepe decidiu que o ingresso na UFSM se daria integralmente pelo Sistema de Seleção Integrada (Sisu). No mês seguinte, entidades entraram com ação contra a universidade pedindo que o vestibular fosse realizado ainda neste ano.

MANUELA VASCONCELLOS

Comentários estão fechados.