Instituição oferece mais cursos e vagas

Diário de Santa Maria, 15/08/2014, Geral, Pág. 10

A expectativa da UFSM é que, pela primeira vez em três anos, seja possível usar a nota do Enem no vestibular. Nos anos anteriores, o exame não foi usado porque o Ministério da Educação (MEC) não liberou as notas para as instituições de ensino a tempo de serem usadas na seleção.

Ainda em maio, o Cepe aprovou a reserva de 50% das vagas para cotistas, o que representa um grande avanço para a universidade, conforme o reitor Paulo Burmann. Ele esclarece que a UFSM está bem à frente do que determina a lei federal sobre cotas. Pela lei, neste ano, a universidade deveria contar com 37,5% de cotas. No ano passado, 39% das vagas eram para cotistas, e o restante, destinado a candidatos do sistema universal. Além disso, havia reserva de 14 vagas adicionais para indígenas.

Dois novos cursos na área de engenharia

Neste ano, o aumento também se deu na oferta de vagas e de cursos. Para este vestibular, serão mais de 4,6 mil vagas distribuídas em 105 graduações nos quatro campi (Santa Maria, Frederico Westphalen, Palmeira das Missões e Silveira Martins). O recém inaugurado campus de Cachoeira do Sul oferece vagas somente via Sisu.

Dois novos cursos na área de engenharia são as novidades desta edição do vestibular. Engenharia Aeroespacial é a primeira graduação desta área no Estado. Serão abertas 40 oportunidades para o curso que tem como objetivo desenvolver novas tecnologias para uso na aviação, sistemas defensivos e exploração espacial. Para a graduação de Telecomunicação, serão 50 vagas. Os profissionais poderão atuar na área da informática e no campo de segurança da informação por meio de redes de comunicação global.

Para mostrar mais desses cursos, a universidade promove, de 21 a 23 de agosto, o Descubra UFSM, no Centro de Eventos, em Camobi. A finalidade é apresentar as oportunidades de estudo aos futuros acadêmicos.

                                 

Comentários estão fechados.