O Enem vai muito além da teoria

Diário de Santa Maria, 30/10/2012, Educação, p. 8

DSM.com, 30/10/2012

 

Não basta estudar. Para se dar bem no exame, que ocorre no fim de semana, é preciso saber como você será avaliado

Que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é complicado, ninguém duvida. Tanto em relação à prova, que tem características específicas, como na divulgação dos resultados, que constantemente apresenta problema, o Enem entra para a história dos concursos brasileiros por ter estilo próprio. Porém, poucos candidatos negam que o exame é um termômetro para o vestibular da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). A instituição de ensino usa 20% da nota como parte da média final dos estudantes.

– Temos consciência que a nota é pouca para ser usada na Federal, mas dá para ter uma base quanto ao tema das questões, saber o que precisamos ler – conta a vestibulanda Alessandra Cremonesi, 21 anos.

O Enem deste ano é o que tem o maior número de inscritos. São mais de 5,7 milhões de candidatos que farão as provas neste sábado e domingo. A principal característica do exame é conter questões muito longas. Por isso, o cansaço é um dos principais dragões a serem vencidos pelos inscritos. Para tentar ajudá-los a passar de forma tranquila, a supervisora pedagógica do Colégio Riachuelo, Josimara da Silva Pinheiro, indica simulados:

– Como as questões são muito extensas, procuramos ajudar os alunos a organizar o tempo e a criar o hábito de estudo, exercitando as disciplinas. Também é importante ler jornais, revistas, periódicos, tudo que dê base para contextualizar as questões da prova.

Mas não basta ter todo o conteúdo na ponta da língua. É preciso saber o que exige o edital elaborado pelo Ministério da Educação. O Diário preparou um guia com as principais instruções que o candidato precisa saber para tirar boa nota nas provas. E tudo aquilo que não deve fazer sob pena de ser prejudicado (confira no quadro ao lado).

Prova ocorre em dezembro nas cadeias de Santa Maria

No Presídio Regional e na Penitenciária Estadual de Santa Maria, já começou a verificação do interesse dos detentos em participar do Enem prisional, conforme a coordenação do Núcleo Estadual de Ensino para Jovens e Adultos (Eja) e de Cultura Popular Julieta Balestro. Após, é necessário um mutirão para reunir a documentação necessária dos participantes para fazer as inscrições, que encerram em 5 de novembro.

As provas serão aplicadas nas casas prisionais de todo o Brasil nos dias 4 e 5 de dezembro. No ano passado, em Santa Maria, 60 detentos, entre homens e mulheres, concorreram a vagas em faculdades públicas estaduais por meio do Enem.

Comentários estão fechados.