Por uma pecuária de alta performace

Diário de  Santa Maria, 31/10/2012, Economia, p. 5

Fórum debate criação de gado

Com a diminuição das áreas de pastagem, que nesta safra devem perder espaço para a soja, pesquisadores e técnicos discutiram a alta eficiência na pecuária. A 41ª etapa do Fórum Permanente do Agronegócio ocorreu ontem, em Santa Maria, no Park Hotel Morotin. Painelistas da Farsul, UFSM, UFRGS, UFPel, Emater e Universidade do Texas, nos Estados Unidos, debateram o tema “De onde virão os terneiros?”.

– Se o solo é ruim, produz menos pasto. Se é bom, precisamos de menos área de campo para dar suporte – explica José Fernando Piva Lobato, professor do Departamento de Zootecnia da UFRGS.

Soja e gado não precisam ser concorrentes. De acordo com Lobato, um sistema de produção lavoura-pecuária organizado beneficia a alimentação dos animais:

– O produtor pode usar a resteva da soja com pastagens de inverno, e isso vai ajudar na redução de tempo dos abates e da prenhez.

O tempo médio entre o nascimento e o abate é acima de 30 meses no Estado, o ideial seriam 24.

– Propriedades com tecnologia de ponta conseguem abater em 14 meses – diz o chefe da divisão técnica do Senar, João Augusto Telles.

Comentários estão fechados.