UFSM planeja fim dos cursos do campus de Silveira Martins

Rádio Gaúcha Santa Maria, 15/01/2015, Últimas Notícias, Online.

 

Unidade teve 112 candidatos para 200 vagas no vestibular 2014

Daniel Fraga

Estrutura de Silveira Martins é utilizada pela UFSM desde 1997
Foto: Charles Guerra  / Agencia RBS

A Reitoria da Universidade Federal de Santa Maria pretende encerrar as atividades dos cursos do campus de Silveira Martins. Não deve mais haver vagas abertas para a unidade no processo de seleção deste ano.

Os principais motivos são a baixa procura de estudantes, a grande frequência de casos de evasão e a falta de estrutura. A unidade, criada em 1997, não tem restaurante universitário nem casa do estudante.

Há mais de um ano, a Reitoria vem avaliando o futuro dos cursos do campus. Em 2014, a Fundação Getúlio Vargas, a pedido da Federal, concluiu um estudo e apontou que a unidade terá de passar por reformulações.

O vice-reitor, Paulo Bayard, esclarece que ao longo deste ano haverá diálogo com os estudantes dos quatro cursos existentes na unidade para definir se as turmas concluirão os estudos em Silveira Martins ou se serão transferidas para o campus principal, em Santa Maria. Bayard ainda afirma que as vagas desses cursos já devem ser disponibilizadas para o campus de Santa Maria no próximo processo seletivo.

“O planejamento é que a partir deste ano não haja mais ingresso para Silveira Martins. Os cursos vão vir de Silveira Martins para o campus sede da Universidade e lá em Silveira Martins devemos dar uma outra utilidade para aqueles prédios. Estão em andamento propostas de criação de um grande centro cultural, de um anfiteatro e de um centro de pesquisas”.

Antes da definição, é necessário que a mudança seja aprovada por uma série de conselhos da UFSM, como Conselho Superior, Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão, Conselho Universitário e os conselhos dos centros que receberão os cursos.

Vestibular com 112 candidatos para 200 vagas

Os quatro cursos da UFSM no campus de Silveira Martins tiveram o total de 112 candidatos inscritos no vestibular 2014. O número é menor que o de vagas oferecidas, que somam 200 (50 para cada curso). O único em que a procura foi maior que o número de vagas oferecidas é o de administração, com 77 candidatos. Agronegócio teve 10 inscritos, gestão ambiental teve 11 e gestão de turismo, 14. Mesmo sendo baixa a procura, o número é maior que o registrado no vestibular de 2013, quando 51 pessoas se inscreveram para as mesmas duzentas vagas.

Comentários estão fechados.