Mais combustível para haver greve

Diário de Santa Maria, 23/03/2015, Página 2.

A confirmação do governo federal de que não há como conceder um reajuste salarial perto dos 27,3% pedidos pelos servidores públicos federais dá um empurrão para que haja greves. De hoje até quarta, o sindicato dos professores da UFSM (Sedufsm) terá assembleias em Frederico Westphalen, Palmeira das Missões e Santa Maria para tratar de vários assuntos, entre eles, a chance de paralisações e greve. Em Santa Maria, será às 15h de quarta, no Audimax, do Centro de Educação. Os resultados serão discutidos no encontro nacional, no final de semana. Já os técnico-administrativos terão assembleia na quinta, às 9h, no auditório da Química, para discutir a adesão à paralisação de 72 horas em 7, 8 e 9 de abril no país. Eles já têm indicativo de greve a partir de maio.

Comentários estão fechados.