UFSM diz que cadela encontrada machucada teria sido atropelada

Diário de Santa Maria, 25/03/2015, Edição Online.

UFSM diz que cadela encontrada machucada teria sido atropelada Reprodução/Facebook

Depois de uma cachorra ser encontrada machucada no campus da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)o assunto foi um dos temas da reunião do Projeto Zelo, na manhã desta quarta-feira. O vice-reitor da instituição, Paulo Bayard Dias Gonçalves, explica que foi um atropelamento.

_ Foi visto pelas câmeras de segurança, não lembro se no dia 22 ou 23, por volta das 23h. Foi um acidente, trata-se de um atropelamento involuntário. Além disso, os guardas viram o acidente e é evidente que não seja um caso de polícia. O culpado é quem largou o cão aqui dentro _ disse Bayard.

Segundo o vice-reitor, os problemas de abandono de animais no campus precisam ser resolvido, e o projeto deve trabalhar em ações educativas sobre o tema, para que pessoas que cometem este tipo de crime sejam responsabilizadas.

_ É esse o trabalho do Projeto Zelo, trabalhar em ações para evitar o abandono de animais aqui no campus. Primeiro, que isso é um crime, e já temos 230 câmeras instaladas. Quem for flagrado abandonando animais aqui será punido. Segundo, a instituição não é local para isso. Já temos 74 cachorros no campus, expostos a riscos de atropelamento e outros tipos de problemas _ completa o vice-reitor.

A diretora do Hospital Veterinário Universitário, Anne Amaral, afirma que a cadela tem melhorado lentamente, e que a possibilidade de os ferimentos terem sido ocasionados por um atropelamento, apesar de mínima, não pode ser desconsiderada.

_ Ela tem ferimentos externos, além da fratura na cauda e de um hematoma, consequência do machucado na coluna. Ela apresenta muitos ferimentos internos, então é pouco provável que tenha sido atropelada, mas não podemos descartar a hipótese_ diz.

Comentários estão fechados.