Não custa lembrar. O início da ação que, afinal, manteria o vestibular da UFSM. Pelo menos mais um

Blog Claudemir Pereira, 30/05/2015, Edição Online.

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 30 de maio, sexta:

VESTIBULAR. Adede Y Castro assume a defesa das entidades e diz que UFSM desrespeitou vestibulandos

Já se sabe quem representará, na Justiça, os interesses das entidades empresariais e da União Santa-mariense dos Estudantes, que desejam mudar a decisão do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSM que, na semana passada, acabou com o concurso vestibular.

Foi contratado o Promotor de Justiça aposentado e hoje advogado, João Marcos Adede y Castro. Confira as manifestações dele, a propósito do assunto, em material que o jornal A Razão está publicando em sua edição desta sexta-feira. A reportagem é de Joyce Noronha. A foto é do Feicebuqui. Acompanhe:

Ex-promotor diz que UFSM desrespeitou vestibulandos

O ex-promotor e advogado João Marcos Adede y Castro foi contratado por quatro entidades empresariais para mover uma ação judicial pelo retorno do vestibular na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, já se teve o vestibular (o último, na verdade, nos mesmos moldes) e a UFSM, agora em acordo com o que a Justiça entendia, se encaminha para o final do exame, assim como ele ocorreu por mais de 50 anos.

Comentários estão fechados.