UFSM. Burmann cobra ações de “enxugamento”, dos Diretores de Centro. E alunos de Silveira vêm para SM

Blog Claudemir Pereira, 16/08/2015, Edição Online.

Reunião no gabinete do Reitor. Pedido de Burmann aos diretores: “enxuguem” os gastos

O reitor da UFSM, Paulo Burmann, reuniu-se na sexta-feira com diretores dos Centros de Ensino da instituição. Pelo noticiário oficial, deduz-se facilmente que a ideia é enxugar custos, na medida em que, a rigor, não se sabe exatamente quais os recursos federais que virão, por conta do contingenciamento orçamentário. Foi esse o recado passado aos comandantes das unidades.

Mas não foi apenas isso que Burmann falou. Também se referiu à Unidade Descentralizada de Silveira Martins. A proposta inicial da UFSM foi recusada pelo Ministério de Educação, como você leu aqui, com EXCLUSIVIDADE, há exatamente dez dias. Então, o que fazer? Aparentemente, ainda não se sabe – exceto que os alunos de lá estão sendo transferidos para Camobi, o que deve se completar no próximo ano.

Mas, para saber mais do que se tratou no encontro, vale conferir o material publicado originalmente no sítio da UFSM na internet. A foto é de Divulgação. A seguir:

Diretores de centro e reitoria debatem demandas da instituição

Aconteceu na manhã desta sexta-feira (14), no Gabinete do Reitor, um encontro da Administração Central com os Diretores de Centro da UFSM. Assuntos comuns à comunidade acadêmica foram discutidos por todos, que expuseram suas ideias, iniciativas e opiniões.

Presente na pauta, o corte no orçamento para as universidades públicas foi discutido com os diretores, que expressaram sua curiosidade com relação à situação da UFSM nesse cenário, bem como apresentaram suas preocupações e medidas cabíveis. O reitor Paulo Burmann solicitou a todos que enxuguem as despesas de seus Centros de Ensino. “É preciso que definam as prioridades”, destacou ele, que contou ainda que os contatos com o Ministério da Educação (MEC) têm sido diários, solicitando posições e expondo obrigações a cumprir.

O reitor expôs aos diretores a preocupação com a permanência acadêmica na Instituição. “Temos que fazer tudo para que os alunos permaneçam na Universidade”, salientou Burmann. O índice de evasão constitui-se em indicador na avaliação das universidades junto ao MEC. “Política de Ações Afirmativas fazem parte do processo. Temos a obrigação de estabelecer tratamento isonômico a todos os setores e segmentos da Instituição”, colocou.

Na ocasião foi repassada aos presentes a informação de que em breve será construído um bloco, com quatro apartamentos de moradia temporária, dirigido a professores estrangeiros. Os recursos já foram recebidos pela Secretaria de Apoio Internacional (SAI), através do setor de Internacionalização do Ministério da Educação.

Paulo Burmann propôs ainda aos diretores uma comunicação mais aberta com todos:“críticas e sugestões tem que chegar aqui, para que possamos trabalhar ainda mais pela UFSM. Sentimos que se faz necessário estar mais próximos de vocês e vocês a nós”.

O reitor falou ainda sobre o novo direcionamento do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE). Segundo ele, o setor tem que estar disponível e acessível a toda a Instituição e não só à Universidade Aberta do Brasil (UAB). “Queremos o NTE como articulador e disponibilizador de tecnologia para a Educação. A UAB e E-Tec são duas estruturas administrativas e operacionais dirigidas à Educação à Distância, que podem ser racionalizadas e trabalharem dentro de suas áreas (graduação e Ensino Tecnológico) juntas, ambas potencializando-se”, ressaltou…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI .

Comentários estão fechados.