Pode ter sido a última na UFSM

Diário de Santa Maria, 05/10/15, Economia, Pág. 7.

A 48ª edição da Expofeira, que terminou ontem, teve recordes de público e de venda de animais

Embora com incertezas sobre a continuidade da tradição que já tem 48 anos, a organização da Expofeira avalia como positivos os resultados do evento, que terminou ontem. O público ultrapassou as 20 mil pessoas, e a comercialização dos leilões deve chegar a R$ 6 milhões. O último leilão da programação, em Restinga Seca, na próxima quarta-feira, deve concretizar o recorde em relação às edições anteriores.

O tempo bom no domingo também confirmou a tradição de crescimento do público a cada dia, ao longo da Expofeira. Caso não haja acordo com a UFSM para a manutenção do evento no campus, e a Associação Rural não encontre alternativas, um grande público pode ter se despedido da Expofeira de Santa Maria.

– Dependemos, agora, de uma posição da reitoria. Mas avaliamos tudo de forma positiva. Nosso foco é o agronegócio, como sempre foi também a razão de ser do centro de eventos. O crescimento no público, nos negócios e, neste ano, nos números de animais em exposição, nos deixam satisfeitos – diz o presidente da Associação Rural, Rodrigo Ribas.

Desde o começo, a expectativa era mais positiva pelo segmento da pecuária e mais cuidadosa em relação ao maquinário agrícola. Ainda não há uma avaliação sobre os resultados da exposição de implementos, mas tudo indica que a Expofeira seguirá o desempenho da Expointer, que registrou queda nas vendas para a lavoura, mas cresceu entre criadores.

Sartori em Cruz Alta

O governador José Ivo Sartori participou, no sábado, da abertura da colheita do trigo no Rio Grande do Sul, durante a Fenatrigo, em Cruz Alta. O evento começou na última quarta-feira e encerrou-se ontem, com a expectativa de reunir 100 mil visitantes. A abertura da colheita do trigo não foi tão otimista, já que chuvas e geada durante o inverno prejudicaram a safra, estimada inicialmente em 2,5 milhões de toneladas, mas que deve resultar em 2,19 milhões de toneladas, de acordo com dados da Emater.

Comentários estão fechados.