Monitoramento do clima a caminho

Diário de Santa Maria, 19/11/15, Colunas, Pág. 2

O reitor da UFSM, Paulo Burmann, afirmou ontem, no Painel RBS Notícias, que a universidade está prestes a implantar um serviço de monitoramento de tempestades. Em entrevista à “Página 2”, o reitor disse que, na semana que vem, haverá reunião entre representantes do curso de Meteorologia da UFSM e o prefeito Cezar Schirmer para tratar do assunto. Na segunda-feira, o próprio reitor vai a Porto Alegre para negociar sobre este e outros temas com o governo do Estado.

Burmann disse que, para implantar o serviço, a universidade depende de recursos para manter profissionais 24 horas acompanhando a situação do clima e para poder avisar, com antecedência, os demais órgãos públicos e a Defesa Civil sobre quando e onde poderão ocorrer tempestades severas, com vento forte e granizo. O reitor afirmou que, se houver apoio das prefeituras e do Estado, a UFSM já pode implantar o serviço em caráter experimental, por 60 dias, e depois criá-lo de forma definitiva. O serviço também poderá prever enchentes e secas, ajudando os produtores rurais da região a reduzir perdas no campo.

Comentários estão fechados.