EVENTO. Domingo é dia de Brique da Vila Belga. E o que não falta é atração, inclusive algumas novidades

Blog Claudemir Pereira, 04/06/2016

Confira, a seguir, o material distribuído pela assessoria do Brique da Vila Belga, acerca da programação deste domingo. O evento, em sua 27ª edição, começa à 1 da tarde e vai até 6 e meia. Confira:

“A 27° edição do Brique da Vila Belga terá um gostinho diferente. Em parceria com o curso de Relações Públicas da UFSM haverá  quatro atrações especiais, além das tradicionais,  como grande variedade gastronômica, arte, antiguidades e belos encontros entre amigos nas ruas da Vila Belga.  Organiza a tua agenda e venha conferir  essas ações.

– Mostra de carros antigos da AVASM;

_Uma exposição que mostrará os idealizadores do Brique da Vila Belga, bem como a origem da ideia, um totem para fotos personalizadas (E adivinha! Quem postar aqui no facebook marcando o evento e a página do Brique da Vila Belga, ganhará um brinde!);

– Uma oficina de recortes de tecidos (Vagas limitadas!). Se você quer participar, entre em contato através do e-mail ou telefone abaixo para mais informações: oficinabrique@gmail.com / (51) 9853-0129

Exposição fotográfica do Museu Ferroviário

A chegada da ferrovia no Brasil

No Brasil o transporte ferroviário inicia no ano de 1854 através do empresário Irineu Evangelista de Souza, que empreendeu a construção da primeira ferrovia brasileira. A partir desta data o país entraria em uma nova fase, que propiciaria o desenvolvimento de várias cidades por onde a malha ferroviária chegou. As razões pelas quais se inicia a adoção do transporte ferroviário no Brasil objetivaram: interligar o interior do país com o litoral, facilitando assim o escoamento de produto; propiciar o povoamento de áreas pouco ocupadas, proteção de fronteiras e difusão do desenvolvimento econômico.
A primeira ferrovia construída recebeu o nome de Estrada de Ferro Mauá no Estado do Rio de Janeiro e a primeira locomotiva a circular no Brasil recebeu o nome de “Baroneza”, que posteriormente foi transformada em monumento pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e se encontra no Museu de Trem no RJ.

A partir de 1874 a história do RS constitui-se juntamente com a história da trajetória da ferrovia, apresentando-se como um fator decisivo para o progresso do Estado. Suas contribuições repercutiram em vários setores como: urbano, comercial, educacional e social.

Em Santa Maria

A chegada da ferrovia interferiu para o progresso de muitas cidades no qual Santa Maria merece destaque pois transformou-se em um pólo ferroviário devido o entroncamento das principais ferrovias do Estado.
Na cidade de santa Maria a ferrovia se instala a partir de 1884, e a partir de então, inicia-se a movimentação dos trens e a cidade começa a se dinamizar.

brique antes da galera do lixoA Galera do Lixo fará distribuição de cestos

O Galera do Lixo é uma tribo em movimento, em prol de uma causa: um planeta mais limpo. Chega junto!

Campanha de adoção de Pets através de fotografias com o Grupo Quatro Patas

Projeto Quatro Patas de Santa Maria não é uma ONG e não possui abrigo ou veterinários. São pessoas como você, que amam e respeitam os animais.
OBJETIVO principal da ONG é: Conscientização/Castração/Adoção conta com pessoas que amam e respeitam os animais, ajudando sempre que possível os animais abandonados, com abrigo, comida e medicamento.

Neste Domingo (15/05) acontecerá no Brique o Estação Quatro Patas, uma feira de adoção diferenciada destinada a quem realmente tem consciência da responsabilidade que é adotar um animalzinho de estimação.

Despertou interesse em adotar? Venha então para o Brique!

Palco 1

14h  –  Banda Âmago

A banda Âmago iniciou as atividades no inicio do ano de 2015. Inicialmente era composta por apenas três dos integrantes atuais, Kauê Wienandts Flores, Guilherme Verardi e Lucas Bartmann, que tinham sede por algo novo e que viesse da mais profunda parte das suas almas. O nome Âmago vem daí e se caracteriza por ser a parte mais ínfima de um ser, a sua essência.

Ao longo da caminhada César Augusto e Geovani Cassol  juntaram seus corações aos do resto da banda já formada e então começaram o processo de composição do primeiro EP. Intitulado de “O amanhã Vem do Hoje, o EP foi todo gravado na casa de Kauê que possui um “Home Studio”. O lançamento foi feito na metade do ano de 2015 via Facebook e YouTube.Atualmente neste ano de 2016 a banda está em produção de um single com o talentoso Leo Mayer, já conhecido produtor da cidade, e também gravando um videoclipe previsto para final de junho.

Âmago é: Kauê Wienandts Flores – Guitarra e Voz / Guilherme Verardi – Violão e Voz / Geovani Cassol –Baixo / Lucas Bartmann – Guitarra / César Augusto – Bateria

brique antes dos vespertinos16:30 – Apresentação da Banda Vespertinos

A Vespertinos, é uma banda de indie rock formada em 2013 em Santa Maria, expressa em sua sonoridade influências que passam pelo folk urbano e pelo rock alternativo brasileiro das décadas recentes. No início de 2015, a banda lançou seu primeiro EP, contendo quatro registros da primeira safra de composições, todas com letras em português e roupagens sonoras que sublinham a temática lírica e despretensiosa das canções. Já em 2016, além de ter lançado um single contendo duas nova composições, a banda está imersa nas sessões de gravação do primeiro disco completo, a ser lançado em breve.

Atualmente, a Vespertinos está dedicada a divulgar seus primeiros trabalhos em shows pelo estado, e tem participado de festivais importantes para a divulgação da nova cena musical do sul.

Comentários estão fechados.