Docentes da UFSM aprovam indicativo de estado de greve

Diário de Santa Maria, 20/10/2016. Geral e polícia.

Decisão foi tomada na tarde desta quinta-feira, durante assembleia

Docentes da UFSM aprovam indicativo de estado de greve Ivan Lautert/Divulgação

Foto: Ivan Lautert / Divulgação

Em uma assembleia na tarde desta quinta-feira, os professores da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) aprovaram o indicativo de greve da categoria. Ao todo, 82 professores participaram do encontro, e a aprovação aconteceu por ampla maioria.

UFSM tem mais de 1,1 mil vagas de graduação abertas para ingresso e reingresso

De acordo com a assessoria da Seção Sindical dos Docentes da UFSM (Sedufsm), também foi formada uma assembleia permanente, que permite que, a qualquer momento, o sindicato convoque nova reunião para discutir os rumos do movimento. As atividades na instituição seguem normalmente. No entanto, se intensifica a possibilidade de os docentes entrarem em uma greve de fato. A decisão da instituição será levada para o sindicato nacional da categoria, em Brasília. Há um indicativo de greve geral para o dia 9 de novembro.

Unifra tem 78 vagas abertas em cursos de pós-graduação

Conforme a assessoria da Sedufsm, na assembleia também foi definida uma comissão de mobilização, formada por professores, que vai discutir a decisão com os demais servidores da instituição e com os estudantes.

Confira as vagas abertas no Sine de Santa Maria para esta sexta-feira

Entre os motivos para a possível aprovação da greve, estão a contrariedade a uma série de projetos polêmicos vinculados ao atual governo Federal. Entre eles, a PEC 241 (que limita os gastos da União), as reformas do Ensino Médio, a da Previdência e Trabalhista, o projeto Escola sem Partido e, ainda, o Projeto de Lei Complementar 257, que trata da renegociação das dívidas dos estados com a União.

Comentários estão fechados.