Mostra exibe projetos de escolas públicas

Jornal A Razão, 27/10/2016, Geral, Online

Segunda edição da mostra pedagógica foi realizada ontem, na sede do 2° núcleo do CPERS

Ano passado, projeto de Santa Maria foi um dos vencedores. Prêmio foi uma viagem para a Costa Rica (Gabriel Haesbaert / A Razão)
Ano passado, projeto de Santa Maria foi um dos vencedores. Prêmio foi uma viagem para a Costa Rica (Gabriel Haesbaert / A Razão)

As escolas públicas de Santa Maria e região promovem trabalhos de qualidade que muitas vezes não são conhecidos pela população. Para mudar esta realidade, o CPERS desenvolve a 2º edição da Mostra Pedagógica, evento que visa apresentar e valorizar as iniciativas realizadas por alunos e educadores.

Ontem, na sede do 2º Núcleo do CPERS, sete projetos foram apresentados na etapa regional, sendo seis de escolas de Santa Maria e uma de Nova Palma. As principais experiências de cada um dos 42 núcleos da entidade serão classificados para a Mostra Estadual, que ocorrerá em Porto Alegre, em novembro.

Na edição passada, um dos projetos vencedores foi “Plim! Uma proposta de enriquecimento escolar”, da orientadora Caroline Leonhardt Romanowski, do Instituto Estadual de Educação Olavo Bilac. Como premiação, Caroline e os demais contemplados participaram do 3º Encontro Pedagógico Latino-Americano, realizado entre 2 e 4 de dezembro de 2015, em San José, na Costa Rica.

A premiação deste ano ainda não está definida. Porém, educadores e alunos demonstraram uma grande animação com o evento. É o caso da estudante Évelyn Lucas, 17 anos, aluna do Olavo Bilac. Ela integra o projeto Fala Negritude, que destaca o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana. “Apresentei o poema Negra, no qual aos poucos a mulher negra vai se descobrindo”, afirma a estudante.

Segundo a diretora do 2º Núcleo do CPERS, Sandra Regio, a Mostra cumpriu sua missão. “Nosso objetivo é mostrar os trabalhos pedagógicos das escolas públicas, mostrando que existe qualidade em diferentes níveis de ensino”, argumenta.

A etapa regional da Mostra Pedagógica foi coordenada pela professora Iolanda Roos dos Santos e teve como comissão julgadora professores da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e diretores do Sindicato dos Professores do Ensino Privado (Sinpro) e Movimento Brasileiro de educadores cristãos (Mobrec).

Professores buscam garantir benefícios

O chefe de Gabinete, Ony Lacerda, e a secretária de Município da Educação, Silvana Guerino, receberam na


Professores pedem audiência para avaliar reajuste e benefícios da categoria (divulgação / A RAZÃO)

manhã de ontem uma comitiva de representantes do Sindicato dos Professores Municipais de Santa Maria (Sinprosm). Durante o encontro, os integrantes do sindicato solicitaram uma audiência com o prefeito José Haidar Farret, para que seja avaliado o impacto financeiro quanto ao pedido de reajuste de 6,84%, referente à integralização da revisão do Piso Nacional do Magistério; atualização dos valores do Vale Alimentação; e implementação de um plano de saúde para os servidores. Outra preocupação do Sinprosm trata das garantias de pagamento dos vencimentos e do 13º salário em dia, em face às dificuldades financeiras das prefeituras gaúchas, manifestada, também, pela Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). Ony Lacerda reiterou que todas as folhas da municipalidade serão pagas em dia. 

Comentários estão fechados.