Estudantes da UFSM criam aplicativo para ajudar a abastecer hemocentros

Folha do Noroeste, 18/11/2016

Hemotify, que está em fase de testes, é vinculado ao Facebook

Por: Heloise Santi saude@folhadonoroeste.com.br

Quatro estudantes da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) desenvolveram um aplicativo (App) que serve para ajudar na demanda por doadores de sangue de hemocentros no Estado, o Hemotify. O app é vinculado ao Facebook, por meio de cadastro no site Hemotify, conectar para salvar vidas.

Para se cadastrar basta abrir a página, clicar em “Quero ser um doador”, então vai abrir uma janela para que sejam digitados o login e a senha do Facebook. Superada a etapa, será necessário dizer qual o seu tipo sanguíneo e a cidade onde o cadastrado mora e pronto! A partir daí, toda vez que o hemocentro mais próximo precisar de doadores de determinado tipo de sangue, os cadastrados receberão uma notificação via Facebook.

O app foi ofertado ao Hemocentro de Santa Maria de graça. A pretensão é fazer o mesmo com os demais hemocentros do Estado. Antes disso, o programa deve ser aprovado após o período de testes, que é de 30 dias, conforme determinação do Governo do Estado.

Fazem parte do projeto os estudantes de engenharia de controle e automação, Gabriel Branco, 20 anos, Ricardo Morcelli, 20, Henrique Berwanger, 20, e Dalto Souza, 16 anos, estudante do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Politécnico da UFSM. A aluna do curso de publicidade e propaganda Camila Missio e o estudante de engenharia acústica Gabriel Branco também foram parceiros do projeto, que está sendo financiado por Aier Morcelli, pai de Ricardo.

Comentários estão fechados.