OCUPAÇÕES. Negociação emperrada. Reitoria propõe que mobilização continue, mas com prédios liberados

Blog Claudemir Pereira, 30/11/2016
Prédios estão ocupados desde o dia 8 de novembro. Negociações para liberação continuam, mas sem sinal de acordo, por enquanto
Prédios estão ocupados desde o dia 8 de novembro. Negociações para liberação continuam, mas sem sinal de acordo, por enquanto

No jornal A RAZÃO (on line), com foto de GABRIEL HAESBAERT

O Ministério Público Federal (MPF) deve se manifestar nos próximos dias sobre as ocupações de prédios na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Na segunda-feira, o MPF reuniu reitoria e estudantes. A conversa não teve uma definição concreta sobre o futuro das ocupações. A Reitoria chegou a apresentar uma proposta, mas ainda não se tem resposta se os alunos irão aceitar.

A Reitoria destacou que as negociações com os estudantes, que ocupam pelo menos 15 prédios, seguem diariamente. Mas, uma definição ainda não foi encontrada. A proposta, apresentada no Ministério Público pela Reitoria, é que os estudantes continuem mobilizados, mas permitam o acesso aos prédios por alunos e professores que queiram ter aulas. Os alunos ficaram de conversar e debater a proposta para, então, dar uma resposta.

As ocupações de prédios na UFSM começaram no dia 8 de novembro. Na semana passada, membros do Diretório Central dos Estudantes (DCE), com servidores e professores ingressaram com uma Ação Popular na Justiça Federal. Eles pedem a desocupação dos prédios.

 

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

 

 

Comentários estão fechados.