UFSM apresenta novo fóssil descoberto em São Francisco de Assis

ClicRBS, 03/12/2016, Diário de Santa Maria, Geral e Polícia, Online

Espécie viveu há 251 milhões de anos

UFSM apresenta novo fóssil descoberto em São Francisco de Assis Jorge Gularte/Divulgação

Foto: Jorge Gularte / Divulgação

Professores da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) apresentaram neste sábado um novo fóssil descoberto em São Francisco de Assis.

Conforme o professor Átila Stock da Rosa, o fóssil foi localizado em 2005 na região conhecida como Bica São Tomé, que fica entre o município de São Francisco de Assis e São Vicente do Sul.

– Após estudos iniciais infrutíferos, o material foi analisado e identificado como um anfíbio capitosauróide, que data do início do triássico, período em que o planeta passou há cerca de 251 a 200 milhões de anos – explica.

A espécie do anfíbio foi batizada de Tomeia witecki, onde o primeiro nome faz alusão ao local onde o fóssil foi localizado e o segundo homenageia o professor Leopoldo Witeck Neto, descobridor do chamado “afloramento fossilífero” onde estava o fóssil. Em outras palavras, o local em que estava o Tomeia e onde foram descobertos diversos outros fósseis, segundo Rosa.

Rosa brinca dizendo que o anfíbio não se trata de um dinossauro ou de uma espécie precursora deles. Ele explica que a importância da descoberta para o mundo científico se dá na correlação que existe entre a África e a América do Sul. O professor relembra que no início, todos os continentes estavam interligados, formação que se chamou Pangeia.

– Ele (o fóssil) está representado por materiais muito completos e em excelente estado de conservação, confirmando a presença na América do Sul, além da África do Sul e Antártica – diz.

 

Comentários estão fechados.