UFSM terá acréscimo de 500 vagas na moradia estudantil

Rádio Gaúcha SM Online, 25/01/2017

                                                             Foto: Maiara Bersch /Agência RBS

UFSM terá acréscimo de 500 vagas na moradia estudantil./ Investimento, entre reformas e ampliação, é de R$ 13,5 milhões.

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) projeta que, no decorrer deste ano, haja um acréscimo de 504 vagas para a moradia estudantil dos acadêmicos da instituição. Ao todo, o investimento é de R$ 13,5 milhões – verba do governo federal e também com a complementação da Federal. Conforme o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Clayton Hillig, as obras significam uma expansão expressiva e que contempla o campus principal da UFSM, no Bairro Camobi, em Santa Maria, e dos demais campi – de Cachoeira do Sul, Frederico Westphalen e Palmeira das Missões. O acréscimo de vagas se soma as já existentes: 2.040, entre o campus de Camobi e os demais campi.

Para este ano, a ideia é licitar a construção de mais duas unidades em Santa Maria, sendo que já há duas – em construção – e que estão em fase de conclusão. Cada uma delas com 62 vagas, o que totaliza 248 vagas. Ainda há, também em Camobi, a Casa do Estudante Indígena, que está praticamente concluída e será entregue em junho deste ano. Lá, serão mais 94 vagas. Atualmente, dos 50 estudantes indígenas da instituição, 39 deles fazem uso da moradia estudantil.

Em Frederico Westphalen, um bloco com 36 vagas já foi concluído. O mesmo número de vagas também será ofertado em Palmeira das Missões, que está em fase de acabamento do módulo. Já no campus de Cachoeira do Sul, um dos maiores dentro do projeto de expansão da Federal, estão sendo construídos mais 90 vagas.

Reformas

Ainda há reforma em outros três blocos, no campus de Camobi, que já estão em fase final de conclusão. E, para este ano, há previsão de que mais um bloco passe por reformas. Em 2016, a UFSM investiu R$ 1,8 milhão nesse tipo de demanda.

Comentários estão fechados.