Estudante comprou projetor sem saber que era furtado, afirma advogado

Diário de Santa Maria, 08/05/17,Geral e Polícia, Online

O advogado do estudante de Medicina da UFSM que foi preso em flagrante, na última terça-feira, por receptação de um projetor da instituição conversou, neste domingo, com o Diário. Por telefone, Ricardo Zanon afirmou que o jovem, que tem 20 anos, havia comprado o projetor que pertencia à instituição sem saber que se tratava de um objeto furtado. De acordo com o advogado, o estudante recebeu liberdade provisória na noite terça-feira e, na madrugada de quarta, voltou para a Casa do Estudante.

Conforme a defesa, o juiz concedeu liberdade porque o estudante não tem antecedentes criminais e tem residência fixa, e que, no entendimento do juiz, não oferece risco à aplicação da lei.

– Ele foi preso em flagrante por interceptação dolosa, mas não existe dolo da parte dele. Ele comprou o aparelho de boa fé. Já pedimos à Polícia Federal a imagem das câmeras de segurança para tentarmos identificar o autor do furto – disse Zanon.

Sobre o microscópio encontrado no quarto do estudante, o advogado diz que é preciso averiguar se faz ou não parte do patrimônio da UFSM, já que não haveria placa ou marca da instituição nele.

O jovem foi preso pela Polícia Federal, na Casa do Estudante, e chegou a ser levado à Penitenciária Estadual de Santa Maria. No mesmo dia, a Justiça decretou a liberdade provisória do estudante, que deve responder ao processo em liberdade.

No sábado, UFSM divulgou uma nota de esclarecimento sobre o caso. De acordo com a nota, a UFSM tem tomado as “providências iniciais” e lamenta o ocorrido. Além disso, a instituição informou que está acompanhando e colaborando com o trabalho de investigação das polícias competentes.

No comunicado, a UFSM ressalta que, no âmbito da instituição, “será instalado um processo administrativo com objetivo de apurar as irregularidades, especialmente em relação aos prejuízos ao patrimônio da Universidade”. A nota termina afirmando que a situação do estudante junto à UFSM está sendo avaliada com a atenção e cuidados necessários.

Comentários estão fechados.