UFSM sofre derrota para a Serade em casa se complica na Série Bronze

EsporteSul, 04/09/2017.

Precisando vencer para assumir a terceira colocação e deixar a lanterna da Chave 5, a UFSM recebeu a Serade neste domingo em Santa Maria. E os visitantes levaram a melhor, vencendo por 6×3. Foi a primeira vitória da equipe de São Borja como visitante na Série Bronze, resultado que também quebrou uma sequência de cinco jogos sem vencer. Já a UFSM amargou a terceira derrota nesta segunda fase e vê as chances de classificação diminuírem, visto que, no returno, a equipe só joga mais uma vez em Santa Maria e viaja para dois compromissos fora de casa.

O primeiro deles será contra a própria Serade, em São Borja, já no próximo fim de semana. Neste duelo, um vitória recolocaria a UFSM na briga pela terceira colocação da Chave 5. Caso perca, a UFSM entraria nas duas rodadas finais precisando pontuar e ainda secar os concorrentes para tentar ficar com a última vaga, reservada ao melhor quarto colocado.


UFSM amargou a terceira derrota em três jogos na segunda fase da Série Bronze ao ser superada pela Serade. (Foto: Bruno Tech/EsporteSUL)

O jogo

Controlando as ações no início da partida, a Serade criou a primeira chance logo com 1 min. Luis Biasi recebeu na área e obrigou Super a defender em dois tempos. Um minuto depois, Rogério recebeu na direita e arriscou chute cruzado, que parou na trave. Aos 3 min 34s, após passe que atravessou toda a área, a bola sobrou para Rogério, que chutou cruzado e abriu o placar: Serade 1×0.

Aos 5 min, Carlos ajeitou para Diozer, que concluiu por cima. Dois minutos depois, Lucas Gomes avançou pela direita e obrigou Super a espalmar para escanteio. Aos 8 min, a Serade marcou em cobrança de falta na entrada da área, mas a arbitragem anulou por uma infração dos atacantes. Aos 12 min 06s, a superioridade dos visitantes resultou em mais um gol. Rogério dominou na posição de pivô, fez o giro e chutou no contrapé de Super: Serade 2×0.

Na saída da meia-quadra, a Serade cometeu uma falta próxima do círculo central. Ravanello arriscou de longe e o goleiro Régis falhou, deixando o chute rasteiro entrar: Serade 2×1. Ao 15 min, Lucas Spat puxou contra-ataque e passou para Carlos, que desviou para o gol. Desta vez, atento, Régis defendeu. Aos 16 min 11s, a Serade cometeu a sexta falta. Ravanello cobrou o tiro livre rasteiro e acertou a trave. Aos 18 min, Diozer aplicou uma “janelinha” no marcador e chutou. A bola explodiu no peito do goleiro e sobrou dentro da área. Carlos tocou de bico, aproveitando o rebote, mas errou o alvo. Pouco depois, Carlos pisou para Léo, que acertou o travessão.

Na volta do intervalo, parecia que a UFSM continuaria no mesmo ritmo. No primeiro minuto, Léo ficou com uma sobra de bola e chutou por cima. Mas, em dois contra-ataques, a equipe de São Borja matou o jogo. Aos 2 min 54s, Léo Vaz avançou pela esquerda e tocou para o meio, onde estava Júnior. Ele escorou de primeira para o gol, ampliando para 3×1. Aos 4 min 11s, foi a vez de Rogério avançar pela ala. Ele tentou encontrar Léo Vaz dentro da área, mas Fejão interceptou de carrinho, desviando para o próprio gol: Serade 4×1 (na súmula, o gol foi assinalado para Rogério).

Aos 6 min, Diego Fróis tabelou com Rogério, que chutou colocado. Dener fez bela defesa. Aos 7 min, Léo brigou pela bola, chutou e Régis espalmou. Aos 8 min 56s, em cobrança de lateral, Luiz Manoel chutou cruzado, Dener rebateu para frente e Rogério aproveitou a sobra: Serade 5×1.

Aos 10 min, Lucas Pretto roubou a bola, avançou e chutou, para nova intervenção de Régis. Aos 11 min, Léo Vaz chutou colocado no ângulo e Dener espalmou para a linha de fundo. Um minuto depois, Ravanello acertou a trave. Lucas Pretto pegou o rebote de primeira, chutando para fora.

Pouco depois, Júnior foi expulso. Com um a mais em quadra, a UFSM se afobou em alguns passes e demorou um pouco a achar os espaços. Até que Raimar passou para dentro da área e Carlos completou para o gol: Serade 5×2. Aos 18 min 38s, em jogada idêntica, novamente Raimar deu assistência para Carlos, dentro da área: Serade 5×3. Pouco depois, Diozer fez falta no goleiro e foi expulso pelo segundo cartão amarelo. A falta resultou em tiro livre para a Serade, que Léo Vaz não desperdiçou, cobrando rasteiro e colocado no canto de Dener: Serade 6×3, placar final.

Via Saul Pranke, Assessoria UFSM Futsal

Comentários estão fechados.