ARTIGO. “A Universidade se nega a morrer”, analisa Marionaldo Ferreira após quatro da gestão Burmann

Blog Claudemir Pereira, 11/09/2017.

“Durante os últimos 4 anos, vivemos a experiência de uma gestão que se dedicou ao restabelecimento do tratamento humanizado e a inserção da Universidade nos espaços municipais, estaduais, nacionais e internacionais.

Ousamos arriscar, através da proposição de muitas ações que, a rigor, nem nós mesmos poderíamos ter certeza dos resultados.

Fizemos muito com pouco, sempre contando com muita disposição política e com a liderança forte dos professores Burmann e Bayard. A UFSM, hoje, absorve várias demandas, especialmente por fazer parte do projeto de vida de muitas pessoas.

Agora, porém, precisamos ir além. Apesar desse contexto atual ter tornado-se uma referência para muitos, o cenário nacional e internacional mudou. E é justamente a mudança que faz com que tenhamos mais vontade de acertar…”

CLIQUE AQUI para ler o artigo do servidor público Marionaldo Ferreira, que hoje atua como secretário geral do gabinete do reitor Paulo Burmann.

Comentários estão fechados.