Universitários protestam contra atrasos nos repasses

Jornal Tribuna da Produção, 09/09/17, Geral, Online

Universitários promoveram na tarde deste sábado (09) um protesto contra o atraso no repasse de recursos para o transporte escolar dos estudantes que fazem parte da Associação Palmeirense de Estudantes de Ensino Superior (Apees). Os pagamentos são efetuados pelo Poder Executivo Municipal de Palmeira das Missões.

A mobilização teve início na praça Paulo Ardenghi, e seguiu em passeata pela avenida Independência sentido o largo Alfredo Westphalen. Conforme a acadêmica de Arquitetura e Urbanismo da Ufsm/FW e presidente da Linha 2 da Apees, Camila Santos, a Associação está há quase três anos sem receber repasses, e muitos estudantes tiveram que trancar o curso pela falta de dinheiro. “Existe a lei que garante o auxílio para os estudantes, mas infelizmente não vem sendo cumprida. Por isso estamos aqui reivindicando por um direito nosso. Queremos sim chamar a atenção, mostrando que educação deve ser tratada como prioridade”.

Os estudantes usaram apitos, cartazes, balões pretos e faixas pedindo o cumprimento dos repasses.

Posição do Executivo

Procurado pela nossa reportagem, o prefeito Eduardo Freire argumenta que além do momento crítico das finanças do Município, a Associação não tem apresentando os  comprovantes de residência, que são uma exigência do TCE.  “Quando assumimos em 2013 estava 14 meses atrasados. Nunca conseguimos contornar a situação. Agora com a lei das parcerias vai ficar praticante impossível o convênio. Também já pedi várias vezes para que os estudantes montassem uma comissão para discutir uma saída, mas nunca fizeram isso. Teriam que selecionar os beneficiários. Há universitários com alto poder aquisitivo recebendo o auxílio”, explica Dudu.

O gestor considera ainda como maior agravante as ações dos funcionários. Atualmente o município destinar R$ 1.1 milhão para o pagamento de precatórios e RPV’s.

Mais detalhes na edição impressa da próxima sexta-feira (15).

Comentários estão fechados.