Inquérito de caso de racismo dentro da UFSM deve ser concluído em 20 dias

G1 RS, 26/09/17, Geral, Online

Frases de cunho racista, dirigidas a dois estudantes negros, foram escritas nas paredes de uma sala da instituição

O inquérito da Polícia Federal sobre o caso de racismo dentro da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) deve ser concluído em até 20 dias. No dia 14 de setembro, frases de cunho racista, dirigidas a dois estudantes negros, foram escritas nas paredes da sala do Diretório Livre do Direito, que fica no prédio da Antiga Reitoria, no centro da cidade. O episódio se soma a um caso anterior, registrado em agosto, quando uma suástica foi desenhada no mesmo local, em apologia ao nazismo.

Sobre o caso de racismo, o delegado Diogo Caneda afirmou que na segunda-feira (25), foram ouvidos os dois estudantes vítimas do ataque. A partir de agora, devem ser chamados para depor integrantes do Diretório Acadêmico do Direito. Ele não confirmou se há suspeitos e disse que no momento, não irá antecipar a linha de investigação. Caso os responsáveis sejam identificados, a pena para o crime é de um a três anos de prisão.

Em relação à apologia ao nazismo, o delegado Getúlio de Vargas disse que ainda estão sendo apuradas informações sobre o caso, por isso, por enquanto não há prazo para a conclusão do inquérito. Após o registro desses dois casos recentes de manifestação de ódio e preconceito, a UFSM deu início à substituição e ampliação do sistema de vigilância do prédio da Antiga Reitoria. O terceiro andar, onde está situada a sala do Diretório Livre do Direito, que não possuía câmeras, agora já está com o equipamento instalado.

Comentários estão fechados.