OPINIÃO: O Jardim Botânico da UFSM vai fechar?!

Diário de Santa Maria, 24/10/17, Geral e Polícia, Online. 

Fundação Zoobotânica do RS moribunda e com enterro marcado. Jardim Botânico da UFSM vai virar paciente terminal também ?

OPINIÃO: O Jardim Botânico da UFSM vai fechar?! DSM / Diário de Santa Maria/Diário de Santa Maria

Foto: DSM / Diário de Santa Maria / Diário de Santa Maria

A Fundação Zoobotânica do RS era um órgão da Secretaria da Agricultura do Estado (na época, do governo Collares), constituída de quatro unidades operacionais: Jardim Botânico/RS (em Porto Alegre), Parque Zoológico/RS (em Sapucaia do Sul), Museu de Ciências Naturais/RS (em Porto Alegre) e Parque Estadual Delta do Jacuí (composto pelas 30 ilhas do Guaíba).

Durante o governo do Dr. Alceu Collares – e a pedido deste –, a reitoria da UFSM efetivou minha cedência para o governo do RS com ônus total para a UFSM para que eu assumisse o cargo de diretor-superintendente da FZB/RS, uma vez que a presidência da mesma se tratava apenas, e tão somente, de um cargo honorífico.

Assim, assumi durante três anos a real administração da FZB/RS para ordenar despesas, sanear finanças, estabelecer prioridades, editar revistas/jornais/livros, atualizar biblioteca científica/periódicos, proporcionar excursões/viagens/coletas científicas, realizar exposições públicas/palestras/entrevistas, regularizar situação trabalhista de funcionários, produzir eventos (concertos musicais, venda de mudas, exposição de selos, exposição de animais taxidermizados), proporcionar dezenas de estágios para alunos universitários de veterinária e ciências biológicas, etc…

Colaborei intensamente com milhares de mudas para o jovem Jardim Botânico da UFSM, chegando a doar – por minha iniciativa – de uma só vez, um caminhão de mudas raras para a instituição santa-mariense. Implementei um programa chamado “Um domingo no parque”, através do qual recebi, no Parque Zoológico de Sapucaia do Sul, mais de 200 ônibus de excursões de escolas de dezenas de cidades gaúchas que, além da entrada gratuita, ganhavam lanche. Enfim, interiorizei a FZB/RS, pois a mesma, até então, era praticamente desconhecida no interior gaúcho.

Periodicamente, percorria todos os programas de grande audiência da mídia porto-alegrense (rádio e TV) dando entrevistas, explicando com detalhes a vida da FZB, distribuindo livros/camisetas/panfletos e estabelecendo, com os comunicadores, uma excelente parceria de divulgação. Foi profissionalmente um período fértil e feliz em minha vida. Saí da FZB deixando um amigo em cada um dos mais de 300 funcionários existentes à época, com muitos dos quais me comunico até hoje.

Agora, o governador Sartori quer matar a FZB/RS, que gasta apenas 0,4% do orçamento estadual. Uma insignificância diante dos excessos de gastos não prioritários que existem! Não faça isso com a FZB/RS, governador! Não faça esse serviço selvagem de predador!

Como se a morte anunciada da FZB/RS não bastasse, leio à página 2 do jornal do Sedufsm, edição de setembro/outubro de 2017, matéria com o título “Jardim Botânico corre o risco de fechar”. A matéria se refere ao Jardim Botânico da UFSM, que ocupa 13 hectares no campus de Camobi, fundado em 1981 e implantado por uma comissão de professores do Departamento de  Biologia (da qual me orgulho de ter sido integrante), liderada pelo querido colega eng. agr. Santo Masiero.

É muita notícia ruim para um dia só!

Comentários estão fechados.