Corte de gastos dispensa mais de 90 funcionários terceirizados na UFSM

Gaúcha ZH, 30/09/17, Geral, Online. 

 

Ao todo, cerca de 160 prestadores de serviços foram desligados neste ano

Bruno Maestrin / Agencia RBS
Bruno Maestrin / Agencia RBS

Até a metade do mês de outubro, 92 funcionários terceirizados começarão a ser demitidos em decorrência de ajustes no orçamento que a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) teve de fazer.

Com esse número, a instituição contabiliza cerca de 160 servidores terceirizados que foram cortados em demandas de vigilância, portaria, recepção, entre outros setores, de acordo com o pró-reitor de Administração, José Carlos Segalla.

O pró-reitor explica que os cortes estavam sendo estudados e avaliados desde o começo do ano. E, segundo ele, a escassez nos repasses de verbas da União forçou a universidade a rever as finanças:

 — Esses ajustes estavam sendo estudados desde o começo do ano e, agora, tivemos de fazer isso. A verdade é que se trata de um estudo diário e que leva em conta não só campus de Santa Maria como os demais campi. Trabalhamos para minimizar os impactos desses cortes e para que isso não traga tanto impacto à comunidade acadêmica.

Com a dispensa desses mais de 90 funcionários terceirizados, a Federal deve economizar, por mês, R$ 377 mil. O contrato, agora, sai dos atuais R$ 1,7 milhão para R$ 1,3 milhão por mês.

Comentários estão fechados.