UFSM inaugura sexta seu novo espaço em Silveira Martins

Diário de Santa Maria, 30/11/2017, Geral, Online.

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) inaugura nesta sexta-feira o seu novo Espaço Multidisciplinar de Pesquisa e Extensão em Silveira Martins. A cerimônia começará às 17h30min, no prédio histórico localizado na Francisco Guerino, 407, atrás da Igreja Matriz.

 UFSM Silveira Martins - Espaço Multidisciplinar de Pesquisa e Extensão. Antigo Colégio Bom ConselhoEspaço Multidisciplinar de Pesquisa e Extensão funcionará no antigo Colégio Bom Conselho e em prédio da UdessmFoto: Prefeitura de Silveira Martins / Divulgação

Durante o ato, haverá apresentação do Estúdio de Trompetes da UFSM na Capela da Irmãs e uma apresentação do Coral dos Alunos da Escola Municipal João Frederico Savegnago – Massolin di Fiore. No interior do prédio haverá apresentações culturais e degustação de produtos típicos até as 22h, com a participação da Fisaorchestra Vêneta e o Coral Nono Modesto.

O edifício, construído em 1908, com arquitetura de estilo neoclássico, rica em detalhes, foi sede do antigo Collegio Bom Conselho. A instituição de ensino funcionou até os anos 1980, sob coordenação das irmãs do Imaculado Coração de Maria. O colégio funcionava como internato para meninas e também externato para meninos.

Depois disso, tornou-se colégio estadual, museu da cidade, biblioteca municipal e, por último, sede da Unidade Descentralizada de Ensino Superior de Silveira Martins (Udessm), que encerrou as atividades em 2016.

Segundo a universidade, a proposta de criar um órgão multidisciplinar de pesquisa e extensão surgiu com o fim da Udessm. Segundo a professora Lia Reiniger, uma das coordenadoras do UFSM de Silveira Martins, a ideia é utilizar o local para promover oficinas, eventos, reuniões, palestras e exposições. Também deverão ser promovidos cursos regulares, que pretendem incluir os jovens da região e alunos de pós-graduação.

Ao lado do prédio histórico, foi construída uma sede moderna, que servia de espaço de aulas da Udessm e que, agora, une-se ao complexo.

– O intuito é agregar três aspectos: costume, língua e culinária, e fazer trabalho de resgate do patrimônio cultural e também incentivo ao desenvolvimento. Entendemos que esses aspectos são os indutores do turismo nessa região – afirma o técnico-administrativo Carlinhos Michelin, que participa do processo de reformulação da nova unidade da UFSM.

* Com informações do núcleo de comunicação (UFSM)

 

Comentários estão fechados.