UFSM e instituições terão rede de internet de alta velocidade

Diário de Santa Maria, 25/04/2018, Geral, Online.

Foto: Divulgação

Uma ótima notícia para Santa Maria: a cidade ganhará uma rede de internet de alta velocidade, por meio de fibra ótica, que interligará a UFSM a todas das demais universidades e órgãos públicos e de pesquisa, incluindo até o Exército. Chamada de Redecomep, ela é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia, coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que tem como objetivo implementar redes de alta velocidade nas regiões metropolitanas do país e está sendo estendida a cidades médias do interior.

Segundo o reitor da UFSM, Paulo Burmann, essa conquista é graças a um trabalho de diversas pessoas, numa luta que começou em 2012. Daqui a três semanas, o primeiro passo será que a UFSM terá disponível o dobro da velocidade de internet, que passará de 1 gigabits por segundo para 2 gigabits.

- Hoje, o tráfego de internet já está no limite – disse ele.

Em até seis meses, a rede de fibra ótica estará instalada e interligará todas as universidades e unidades de pesquisa de Santa Maria. O ministério garantiu a Burmann que, até o final de 2019, essas instituições de Santa Maria terão 100 gigabits de velocidade de internet disponível – 100 vezes mais do que a UFSM tem hoje.

O principal ganho inicial será que os pesquisadores que dependem de muita banda de internet poderão ampliar seus estudos e trabalhos de pesquisa. Também haverá mais velocidade de internet disponível para atividades normais na UFSM e nas demais instituições. A vantagem a médio prazo será que Santa Maria terá infraestrutura de internet para poder criar um polo de pesquisas e empresas de tecnologia. Sem internet veloz, isso não seria possível. Seria como querer atrair indústrias, mas não ter energia elétrica.

 

Comentários estão fechados.