TOXOPLASMOSE. Laboratório da UFSM desenvolve aplicativo para ajudar no combate ao surto da doença

Blog Claudemir Pereira, 02/05/2018.

TOXOPLASMOSE. Laboratório da UFSM desenvolve aplicativo para ajudar no combate ao surto da doença - prefeitura-toxo-aplicativoPrefeito Jorge Pozzobom e pesquisadores do Laboratório se reuniram na tarde desta quarta-feira, para tratar do aplicativo em Santa Maria

Por MAURÍCIO ARAÚJO (texto) e JOÃO ALVES (foto), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura 

A Prefeitura de Santa Maria tem unido forças com todos órgãos e instituições do Estado e da União para buscar respostas ágeis ao surto de Toxoplasmose no Município. Sabendo da importância de combater a doença com todos os recursos disponíveis, o prefeito Jorge Pozzobom; a secretária de Saúde, Liliane Mello Duarte; o superintendente e o enfermeiro da Vigilância em Saúde, Alexandre Streb e Márcio Difante, respectivamente, foram, na tarde desta quarta-feira (02), até o Laboratório de Geomática da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), onde conversaram com os pesquisadores do setor sobre a criação de um aplicativo para ajudar a mapear os casos de Toxoplasmose na cidade.

Conforme o professor Ênio Giotto, o aplicativo irá apontar as ruas, bairros e locais onde foi constatada a doença, fazendo o georreferenciamento destes dados. A nova ferramenta proporcionará às equipes de Vigilância em Saúde agilizar a coleta de dados. Os setores da Secretaria Municipal de Saúde e da UFSM já estão trocando informações para aprimorar o aplicativo, realizar os últimos testes para, enfim, implementá-lo na cidade.

“Essas parcerias são fundamentais e a UFSM tem sido essencial neste ponto. O aplicativo vai nos ajudar a coletar e cruzar dados para, então, nos auxiliar a encontrar a origem da Toxoplasmose e combatê-la”, disse o chefe do Executivo.

De acordo com o professor Ênio Giotto e a secretária de Saúde, Liliane Mello Duarte, com a ferramenta será possível alimentar o banco de dados com informações sociodemográficas; os sintomas apresentados pelas pessoas; dados do atendimento; bem como os hábitos e as exposições sofridas. Segundo o pesquisador, em 15 minutos é possível preencher todo o questionário. Já a secretária reforça que o aplicativo é mais um instrumento no combate ao surto de Toxoplasmose na cidade.

“A colaboração tecnológica que possuímos vai possibilitar mais rapidez na coleta de informações e no cruzamento de dados para ajudar a combater a doença”, explicou Giotto.

Recentemente, o Laboratório de Geomática foi reconhecido internacionalmente pelo site Appbrain pelo seu trabalho em desenvolver aplicativos. A parceria entre a Prefeitura de Santa Maria e o setor também já resultou na criação de outros aplicativos, como o mapeamento das estradas rurais da cidade.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Comentários estão fechados.