Reitor da UFSM faz um balanço da 3ª Conferência Regional da Educação Superior

Jornal Tribuna da Produção, 18/06/2018.

O reitor da UFSM, professor Paulo Afonso Burmann, participou na última semana da 3ª Conferência Regional da Educação Superior (CRES 2018). O evento ocorreu entre 10 e 14 de junho na Universidade de Córdoba, em Córdoba, na Argentina.

O reitor considerou a Conferência um momento estratégico para consolidar uma unidade entre as universidades da América Latina e do Caribe, e destacou a participação brasileira na Conferência. “O Brasil veio a Córdoba com uma delegação muito expressiva, uma representação forte da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior)”, salienta o reitor.

Dentre as discussões do evento, Burmann ressaltou a ênfase dada à defesa da educação superior como um bem social, direito humano e universal, sob responsabilidade dos Estados. Para o dirigente da UFSM, uma pauta importante a ser trabalhada seria o caráter público e gratuito das universidades da América Latina e do Caribe.

Ao fim do CRES 2018, o reitor salienta a necessidade de investir cada vez mais na aproximação da sociedade com a Universidade e nas estratégias de internacionalização. “Certamente nós trabalharemos com muito afinco e alcançaremos os indicadores que estão propostos no nosso plano de gestão, de inserção da Universidade no desenvolvimento regional, e de melhorias na qualidade de vida da população a partir da Universidade. É evidente que esse é um caminho longo, é um caminho que não se resolve assim num piscar de olhos. É preciso que nós tenhamos a seriedade, que a gente tenha a lucidez para tocar em frente essas propostas”, reitera Burmann.

Na cerimônia de encerramento, foi lida a declaração final, documento que aponta as diretrizes que nortearão a participação latino-americana e caribenha na Conferência Mundial de Educação Superior da UNESCO, no ano que vem em Paris.

 

Assessoria de Comunicação Gabinete do Reitor

Comentários estão fechados.