HUSM recebe verba para atender os sobreviventes

 A Razão,29/04/2013, Edição Digital

Governo liberou recursos para contratação de 26 profissionais por seis meses para atender vítimas da Kiss

 

Alessandra Noal 

O Diário Oficial da União publicou na manhã de ontem a portaria nº 700, de 26 de abril, que estabelece recursos do Bloco da Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar a ser incorporado ao Limite Financeiro de Média e Alta Complexidade do Estado do Rio Grande do Sul.

Segundo o diretor administrativo do HUSM, João Batista de Vasconcellos, a portaria veio para custear a contratação de profissionais que irão trabalhar no atendimento aos sobreviventes da Boate Kiss. “A verba é para pagarmos a mão de obra e os direitos trabalhistas das pessoas que atuarão por um período de seis meses”, explica. Vasconcellos acrescenta que os profissionais já estão sendo contratados.

Serão chamados cinco psiquiatras, um cirurgião plástico, um neurologista, três médicos clínicos, um assistente social, um fonoaudiólogo, um terapeuta ocupacional, cinco fisioterapeutas, dois enfermeiros, quatro técnicos de enfermagem e dois técnicos de farmácia. Todos atenderão no Centro de Atendimento as vítimas de acidentes (Ciava). O recurso liberado pelo Ministério da Saúde foi no valor de R$ 950.000,00.

A portaria nº 677, publicada no dia 24 de abril, também liberou recursos financeiros para o hospital, mas não tem a ver com o Ciava. Ela destinou verbas a todos os Hospitais Universitários Federais. Os R$ 1.500.000,00 serão destinados ao custeio geral dos gastos, como aquisição de medicamentos. O valor de R$ 702.460,00 será aplicado na aquisição de equipamentos para o Ciava.

Comentários estão fechados.