NÃO CUSTA LEMBRAR. A greve ainda em preparação

 BLOG Claudemir Pereira, 17/05/2013

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 17 de maio de 2012, quinta:

“UFSM. Ainda não foi dessa vez que docentes entraram em greve. Mas indicativo foi mantido. Sem data marcada

A registrar que houve um aumento no número de participantes da assembleia de professores, convocada pela Seção Sindical, na UFSM. Foram cerca de 60. De resto, até evidências em contrário, número pra lá de insuficiente para bancar uma mobilização capaz de paralisar as atividades docentes na instituição.

É a conclusão do editor, obviamente. Mas o fato é que os que foram estão efetivamente descontentes com a situação. E, provavelmente também por essa razão, ainda que não tenham marcado data alguma para começar, mantiveram o indicativo de greve.

Os detalhes da assembleia chegam no relato da assessoria de imprensa da Seção Sindical dos Docentes da UFSM. O texto e a foto são do jornalista Fritz R. Nunes. Acompanhe:

“Assembleia mantém indicativo de greve sem data…

…Em assembleia realizada ao final da tarde desta quarta, os professores da UFSM decidiram manter o indicativo de greve sem data, que já havia sido aprovado na semana passada. Com isso, localmente não haverá adesão a partir desta quinta (17), à greve nacional que está sendo deflagrada…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, já se sabe que a greve aconteceu, na UFSM, e até foi longa – coisa de 100 dias. Mas, naquele instante, não havia (e há quem sustente que nunca houve, mesmo com a paralisação) mobilização suficiente para deflagrar o movimento.

Comentários estão fechados.