Manifestantes seguem na Câmara de Vereadores de Santa Maria

Gazeta do Sul, 25/06/2013, Versão Digital

Grupo invadiu o local na tarde dessa terça-feira e afirmou que só sai após pronunciamento dos vereadores

O grupo de manifestantes que invadiu o plenário da Câmara de Vereadores de Santa Maria ainda durante a tarde dessa terça-feira, 25, segue no local. Eles protestam contra a gravação da CPI da Kiss e afirmam que só deixam o local se o procurador-jurídico da Casa for destituído. Além da saída de Robson Zinn, eles exigem a cassação do prefeito Cezar Schirmer (PMDB).

A rotina da Câmara foi alterada e funciona apenas em expediente interno, vereadores não apareceram no local. O depoimento do prefeito da cidade e um debate com candidatos a reitoria da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) foram cancelados.

O presidente da casa afirma que não é possível exonerar um funcionário rapidamente, o pedido levaria de 15 a 20 dias para ser executado. Além disso, Marcelo Bisogno (PDT) afirma que a Câmara não pode ficar sem procurador. A bancada governista deve se reunir ainda nesta quarta e decidir o que vai ser feito.

PROTESTO

O grupo saiu no final da tarde de terça-feira, 25, da Praça Saldanha Marinho e foi até a Câmara de Vereadores. O objetivo dos manifestantes é que os vereadores divulguem os diálogos polêmicos de uma conversa entre integrantes da CPI da Kiss – que investiga a responsabilidade do poder público municipal no caso do incêndio.

Comentários estão fechados.