ARTIGO: Hospital Veterinário

Diário de Santa Maria, 37/08/2013, Artigo, Pág. 04

Acompanhando a notícia de que estudantes e professores do Hospital Veterinário realizaram um vídeo para sensibilizar a população quanto ao uso de animais em sala de aula, fico me lembrando de uma lição que tive na vida, a de que não devemos julgar para não sermos julgados, e se tivermos que o fazer, que então procuremos pessoalmente os fatos.

Minha “filha”, há pelo menos dois anos, frequenta os corredores do referido hospital, então, isso me dá o pleno direito de falar e opinar sobre o atendimento lá prestado. Chego à conclusão de que os professores, alunos e servidores que lá lecionam, estudam e trabalham não precisam de vídeos para justificar seu trabalho, eles precisam, sim, é de que a comunidade adote um cão ou gato, e lá procurem atendimento, e irão conhecer como é o excelente tratamento dispensado aos animais, pois ao contrário de outras medicinas, a veterinária é exercida por quem tem amor, paixão e muito respeito pelos animais, sem primeiro verificar qual é a raça do “paciente”, já com o intuito de programar quanto será o lucro obtido, como ocorre em algumas clínicas particulares.

Nesse Hospital (com H maiúsculo), não há um médico ou aluno que não tenha tratado, não só a minha cadelinha como todos os bichinhos que lá se encontram, com carinho, atenção e respeito. Falando em respeito, lembro de uma vez em que uma senhora chorava sozinha em um canto da sala de espera, e, logo após, uma aluna a consolava e a acalmava, o que me fez questionar se era apenas mais uma demonstração de como atuam os universitários que ali estudam ou se isso fazia parte de alguma cadeira do curso, mas, na verdade, era apenas um gesto de quem possui muito mais do que amor pela profissão: amor de quem cuida desses “pequenos”.

Se o movimento gaúcho de defesa animal está mesmo preocupado com maus-tratos, então por que não pressionam os vereadores para proibirem o uso de carroças nas ruas, que, na maioria das vezes, são de cavalos doentes e completamente desnutridos? Por que não acionam o Ministério Público para que este cobre da prefeitura a construção de um canil para os cães que estão atirados em nossas calçadas?

O Hospital Veterinário da UFSM merece todo o meu respeito e, principalmente, gratidão pelo modo como são conduzidos os atendimentos, e tenho plena confiança em seu trabalho e no respeito dado aos animais que lá se encontram, tendo certeza de que aqueles que conhecerem como realmente funciona o Hospital Veterinário irão poder formar uma opinião justa e coerente.

Comentários estão fechados.