Justiça autoriza o uso de animais como cobaias

Diário de Santa Maria, 31/08/2013, Geral, Pág. 18

Aulas práticas com bichos saudáveis estavam proibidas desde julho. Universidade conseguiu suspensão de liminar

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) pode voltar a utilizar animais nas aulas de graduação e pós-graduação. A decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), Taddaqui Hirose, foi divulgada na quinta-feira.

Em 1º de julho, o Movimento Gaúcho de Defesa Animal (MGDA) moveu uma ação civil pública pedindo a proibição do uso de qualquer tipo de animal em sala de aula na UFSM. A Justiça Federal aceitou o pedido de suspensão, mas apenas em casos que envolvam animais saudáveis, ficando liberado o uso de animais doentes. A partir da decisão, todas as atividades envolvendo cobaias sadias, inclusive exames e diagnósticos, foram suspensas na universidade.

Atividades serão normais a partir da semana que vem

Na semana passada, a Procuradoria Seccional Federal de Santa Maria, representando a UFSM, entrou com recurso no TRF4 pedindo a suspensão da liminar concedida pela Justiça. Com a decisão favorável do presidente do Tribunal, as atividades serão normais a partir da semana que vem, quando começa o segundo semestre, até julgamento final sobre a questão.

Na última terça-feira, alunos e professores do curso de Medicina Veterinária da universidade postaram um vídeo na internet para sensibilizar a comunidade sobre a necessidade do uso de animais em sala de aula.

As experiências com animais saudáveis em pesquisas na UFSM foram denunciados pelo Diário, no ano passado.

Comentários estão fechados.