O PPGL convida para a palestra "A produção do conhecimento e as línguas invisíveis", a ser proferida pelo Prof. Dr. Eduardo Guimarães (Unicamp), no dia 24/10/17, às 10h15, na sala 4232 do Prédio 74C.
Confira o resumo da palestra aqui
A revista Letras acaba de lançar seu novo número, organizado pelo Prof. Gil Negreiros (UFSM) e pela Profa. Anna Christina Bentes (Unicamp). Os artigos discutem a produção textual a partir de abordagens interacionistas e sociocognitivas. 
A comissão editorial também informa que a revista acaba de ser indexada a mais três novas bases: REDIB, LivRe, Sumários.Org. Além desses indexadores, a revista também está no Latindex, WorldCat, Rede Cariniana e Google Acadêmico.
Para acessar a revista, clique aqui.
 
 

O projeto "Leitura e avaliação de textos: etapas para a formação inicial de professores de produção textual", da Profa. Dra. Cristiane Fuzer, docente do PPGL, é um dos vencedores do Prêmio Professor Rubens Murillo Marques 2017. Em sua sétima edição, o Prêmio é uma iniciativa da Fundação Carlos Chagas para valorizar experiências educativas inovadoras, propostas por professores de Licenciatura, para formação de professores para a educação básica. 

O projeto premiado é desenvolvido desde 2010 em forma de uma disciplina complementar de graduação criada pela Profa. Cristiane para os cursos de licenciatura em Letras na UFSM. O trabalho consiste em subsídios e estratégias para formação inicial de professores de produção textual, envolvendo atividades que aliam teoria e prática por meio de experiências de interação real via textos com alunos da educação básica. A cerimônia de premiação será no dia 17/11/2017, em São Paulo. 

Para mais informações, clique aqui.

  

O Prof. Dr. Anselmo Peres Alós, docente do Departamento de Letras Vernáculas e do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFSM, foi indicado para integrar o Comitê Assessor de Ciências Humanas e Sociais (incluindo Artes e Letras) da FAPERGS (Fundação de Amparo à Ciência do Estado do Rio Grande do Sul), para a gestão do triênio 2017-2019.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS) foi criada em 1964 com a finalidade de ser uma agência de fomento ao desenvolvimento científico e tecnológico do Rio Grande do Sul, de acordo com as políticas fixadas para o setor. Vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, é mantida por recursos do Tesouro do Estado, conforme lei 9.103 de agosto de 1990, e provenientes de convênios ou de parcerias.